Uma das maiores audiências da década na faixa das 19h, com números comparáveis a de novela das nove, Cheias de Charme (de Filipe Miguez e Izabel de Oliveira) conquistou o público levando o foco para os pobres em ascensão social, em um cenário leve e cômico, alcançando em seus 143 capítulos uma média de 30 pontos. A história das ‘empreguetes’ estará de volta (agora nas tardes da Globo) a partir de setembro (quatro anos após a primeira exibição), de acordo com anúncio feito pela própria emissora.

Depois de ter fracassado com as reprises de ‘Caminho das Índias’ e ‘Anjo Mau’, que nem sequer chegaram perto da meta, a ‘poderosa’ agora aposta uma novela que pode recuperar os índices e até ter recordes, como aconteceu com a re-reprise de ‘O Rei do Gado’ em 2015, que alcançou 17 pontos e picos de incríveis 25 pontos de audiência.

Publicidade
Publicidade

Surpreendendo por mostrar mulheres de classe baixa no núcleo principal, a trama teve Taís Araújo, Leandra Leal e Isabelle Drummond interpretando as protagonistas Maria da Penha, Maria do Rosário e Maria Aparecida, respectivamente. O enredo mostra as três Marias como empregadas domésticas que se conhecem na cadeia e por um ‘golpe’ do destino conseguem mudar suas vidas. Elas viraram um hit após gravarem e lançarem na internet um clipe (tendo como locação a casa de Chayene, uma cantora piauiense, que a partir daí virou uma pedra no sapato do grupo) em que aparecem cantando a música “Vida de empreguete”. Teve cenas gravadas em vários programas da Globo, como o Mais Você, o Esquenta, o Domingão do Faustão e no Vídeo Show, onde as empreguetes cozinhavam e, por nervosismo, Penha acaba atrapalhando o desempenho no programa.

Publicidade

A novela não só incentivou a autoestima feminina, como também atraiu jovens por valorizar o sonho da fama a partir do talento.

Após o anúncio, a internet veio à loucura e as atrizes Leandra Leal e Taís Araújo alteraram seus nomes no ‘Twitter’ para Maria do Rosário Leal e Maria da Penha Araújo, respectivamente, em homenagem aos seus papéis na novela.

A Globo parece, até então, ter acertado em sua escalação, tendo no ‘Vale a Pena Ver De Novo’ a primeira novela da década de 2010. E você o que achou da escolha da emissora? #Novelas #Rede Globo