Depois de ter encerrado a carreira extraoficialmente, o cantor MC Biel voltou a tocar no caso da jornalista assediada por ele. Na ocasião, #Biel chamou a profissional de "gostosinha" e disse que, se tivesse oportunidade, a "quebraria ao meio". Por conta disso, a repórter do site IG abriu uma denúncia em uma delegacia e levou os áudios e vídeos do dia para a delegacia. Inicialmente, o cantor negou o fato, mas acabou tendo que pedir desculpas na internet, após perder contratos e ter shows cancelados.

Em entrevista para o programa "TV Fama" da Rede TV!, ele disse que a divulgação da entrevista prejudicou sua carreira. A jornalista também não saiu muito contente dessa história, pois foi demitida junto com sua editora pelo site.

Publicidade
Publicidade

"Aprendi muito com isso e poderia ter sido muito pior. Presenciei tudo e sei o quanto estávamos em clima de descontração. Errei por ter feito as brincadeiras que fiz com uma pessoa que não conheço", completou o jovem.

Protestos contra Biel

Após a fala malcriada, o "ex-cantor" de funk foi atacado por grupos de feministas no Facebook. Em um deles, os participantes chamaram MC Biel de "infantil"  e "mimado".

"Esse garoto não aprende não? Já perdeu tudo e voltou para falar m*rda na internet? Te manca, Biel!!", postou uma usuária da rede.

Fim de carreira e a força da internet

A situação não está nem um pouco confortável para o cantor de funk MC Biel. Após assediar uma repórter do portal IG, o artista começou a sofrer retaliações na internet por conta do caso que veio a público. Ele até tentou se desculpar depois do Youtuber Felipe Neto mandar um recado para ele que viralizou, mas não deu certo.

Publicidade

O que poderia estar ruim só piorou. Internautas encontraram tuítes antigos do cantor em que ele soltava frases racistas, homofóbicas, machistas e até chegou a atacar Fátima Bernardes.

Na última semana, Biel falou para a imprensa e para os fãs que vai procurar fazer outras atividades e "se dedicar aos estudos".

"E agora, qual será o próximo?", questiona uma das diversas páginas dedicadas às causas feministas no Facebook. Muitos internautas gostaram do "fim" de Biel e dizem já estar caçando o próximo "violentador" dos direitos das mulheres. #Feminismo #Entretenimento