Cleo Pires está na nova campanha da Vogue, juntamente com Paulo Vilhena, onde aparecem sem braço e sem perna respectivamente. Mas, nas redes sociais, as críticas são duras pela decisão da empresa de não ter convocado atletas com deficiência física para o lugar dos #Famosos. A campanha "Somos Todos Paralímpicos" tinha o intuito e divulgar as #Olimpíadas Paralímpicas que começa dia 7 de setembro, mas acabou foi gerando polêmica.

A Vogue, juntamente com a agência de publicidade África, buscaram uma forma de chamar a atenção das pessoas, para que apoiassem o esporte praticado por atletas com deficiências físicas, mas o resultado ficou bem longe do que era esperado.

Publicidade
Publicidade

Os atores globais que aparecem na campanha aceitaram ser "embaixadores da competição" e aparecem no lugar da Bruna Alexandre, que pratica tênis de mesa, e do jogador de vôlei sentado, Renato Leite. No próprio Instagram da Vogue, onde a foto foi postada, milhares de comentários estão sendo deixados e praticamente todos eles são de críticas ao fato dos dois atores terem ocupado um espaço que poderia ter a presença de atletas que realmente possuem alguma deficiência.

Diversos sites já divulgaram informações sobre a baixa procura por ingressos que estão sendo vendidos por valores bem abaixo do que eram para os Jogos Olímpicos. A diferença é muito grande e esperava-se que a procura fosse maior, entretanto, o brasileiro não se mostrou nem um pouco interessado e muito menos os estrangeiros, que já estão retornando aos seus países de origem.

Publicidade

"Vogue" é o assunto mais comentado no Twitter na tarde desta quarta-feira (24), de tantas críticas que a campanha vem recebendo. O uso do Photoshop para deixar os atores globais como se tivessem alguma deficiência causou revolta e as pessoas estão detonando a campanha.

A campanha da Vogue não conseguiu acertar seu objetivo, que era tentar fazer com que os brasileiros voltassem sua atenção para as paralimpíadas que estão para começar. O resultado, pelo visto, foi super negativo e dificilmente a empresa conseguirá corrigir o erro cometido.

#Internet