A Rede Record usou de inteligência com o maior evento esportivo no Brasil, as "Olimpíadas Rio 2016". A emissora da Barra Funda vai faturar um total de 800 milhões de reais com as exibições dos Jogos Olímpicos, durante os 19 dias de competição, independente de índices de audiência, mas esse valor ainda pode aumentar. As informações vêm de uma publicação feita por um um jornalista da emissora e redator do portal R7, em seu Facebook.

O faturamento será investindo com produtos inéditos

Com esse faturamento, a emissora vai poder investir em produtos inéditos na casa, como exemplo, as #Novelas bíblicas de 2017, pois tanto a novela "O Rico e o Lázaro", como a novela "O Apocalipse", precisarão de uma boa renda para fazer os efeitos especiais e contratar novos atores e atrizes para não repetir tanto o elenco.

Publicidade
Publicidade

Comparação de faturamento

Esse faturamento é igual ao que o SBT fatura em um ano (365 dias). No caso da Rede Globo e da Band, ambas já estão queimando o seu faturamento com os seus mega-estúdios no Parque Olímpico, investimento que dura só o período do evento, mas ambas creem que podem faturar ainda mais com esses investimentos de primeira. 

Investimento no evento

Das três emissoras oficiais, somente a Record está economizando para investir na sua própria casa. Estratégia que está dando certo desde as outras Olimpíadas. Muitos internautas ficam "fazendo hora" com a Record nas redes sociais por não ter um estúdio especial no Parque Olímpico, enquanto isso a emissora da Barra Funda só lucra com poucos investimentos. 

Estratégia da Record

A Record é obrigada a fazer a transmissão da abertura das "Olimpíadas Rio 2016".

Publicidade

O problema é que o horário deve ser à noite e por causa disso, a emissora paulista teve quer cancelar os capítulos inéditos das novelas "A Terra Prometida" e "Escrava Mãe".

Mesma coisa com a Globo, que teve que cancelar as exibições de suas novelas da noite e a Band, que teve que cancelar a exibição do capítulo inédito de "Sila, a Prisioneira do Amor". 

A Band está tendo ótimos índices de audiência, mesmo com as fortes concorrentes no horário nobre: Record, Globo e SBT, ambas com novelas inéditas e de boa qualidade visual. Mesmo com essa boa situação, a emissora  é obrigada a transmitir abertura do evento olímpico, que será às 20h, no dia 05.

No caso da Record, talvez somente esse dia não tenha as exibições de suas novelas inéditas, porque nos outros dias, os Jogos Olímpicos serão durante o dia e à noite, após a linha de show da emissora, como ontem, logo após o "Gugu", que a Record passou os melhores momentos da vitória da "Seleção Feminina de Futebol" contra a Seleção Chinesa por 3 a 0, com os gols de Mônica, Andressa Alves e Cristiane.

Publicidade

Outros eventos de outras seleções estrangeiras serão transmitidos com exclusividade pela Record News, canal aberto do Grupo Record. Todo os jogos de futebol do Brasil serão na #Rede Record. Com essa estratégia, a emissora divide a sua programação para não perder muita audiência. 

Olimpíadas Tóquio 2020

Até o momento, a Record não irá comprar os direitos do evento olímpico de "Tóquio 2020", porque a maioria dos jogos serão na parte da madrugada, Pois, já é ocupada pela Igreja Universal e esse horário já está sendo bem pago pela mesma. #Rio2016