Ainda repercute uma narração empolgada feita pelo narrador brasileiro Galvão Bueno durante a prova de natação da Olimpíada. Ele parecia bastante feliz com mais uma vitória do americano Michael Phelps, agora maior medalhista de todos os tempos, tanto dos jogos modernos, como também da competição antiga. Na natação, Galvão não teve a ajuda de Arnaldo Cezar Coelho. Com Gustavo Borges, ele acabou exagerando nos gritos e irritando até mesmo um colega da BBC, que narrava para o canal de televisão estatal da Inglaterra. 

O narrador não escondeu sua irritação e mandou Galvão calar a boca. "Ele precisa se calar", disse descontente o profissional da comunicação.

Publicidade
Publicidade

O fato aconteceu nesta terça-feira, 08, mas só nesta quinta-feira, 11, Bueno decidiu comentar o caso em uma rede social. Após a crítica que partiu de Adrian Moorhouse, ele reclamou  que a imprensa parecia não ter nada melhor para mostrar e disse que o que existe é um "mimimi". “Eu errei. Tinha que estar calado na largada”, disse o esportista através da rede social. A mensagem foi postada logo depois de mais uma narração, dessa vez, bem mais comedida. No momento da largada na natação, até mesmo o público precisa ficar calado. Isso serve para não atrapalhar nenhum atleta, que pula na água após o barulho de uma buzina. Depois do pulo, começa a gritaria. 

Bueno deu a entender que o puxão de orelha apenas teria ganho repercussão, pois jornalistas brasileiros estariam com dificuldade para encontrarem assuntos interessantes em plena Olimpíada.

Publicidade

Galvão ainda tirou uma foto com o narrador da emissora concorrente, na qual todos aparecem sorrindo, tentando assim mostrar que não houve qualquer estresse internacional. De tanto gritar naquela prova, o comunicador chegou a perder um pouco da voz, que logo foi recuperada. O jornalista quer se aposentar, mas tem sido impedido pela sua emissora, a #Rede Globo de Televisão.

Não é a primeira polêmica nesses jogos que envolve Galvão. Ele deu um puxão de orelha em Neymar e na seleção brasileira que teve grande repercussão.  #Galvão Bueno