Com apenas três concorrentes, o Masterchef dessa terça-feira (16) elevou a pressão de candidatos e telespectadores com tarefas inusitadas e inéditas. Com tempo reduzido de prova e muitas surpresas pelo caminho, o trio teve que investir mais do que nunca em sabor, criatividade e muita técnica para sobressair as iguarias que estavam preparando. Leonardo Young foi o primeiro a subir para o mezanino e garantir a sua vaga para a final, após ser o melhor em uma prova que consistia em preparar um prato utilizando equipamentos complexos que só existem em grandes restaurantes.

Confortável no posto de finalista, ele assistiu de camarote a prova de eliminação com as rivais Bruna Chaves e Raquel Novais.

Publicidade
Publicidade

Nesta disputa, Bruna levou a melhor, após preparar uma salada utilizando como ingrediente principal o king crab, nacionalmente conhecido como caranguejo gigante, crustáceo de carne macia, delicada e muito saborosa. Proveniente de águas profundas, o king crab está presente em poucos cardápios do País, e seu preparo exige a utilização de ingredientes suaves, que temperem mas não sobressaiam diante do prato principal.

Bruna e Raquel perceberam a dificuldade da prova assim que se depararam com o tamanho do caranguejo e com a sutileza e raridade da proteína que tinham que trabalhar. Estes entraves, porém, não intimidaram as competidoras, que idealizaram receitas gostosas e bem empratadas. "Esta terceira edição do #Masterchef terá dois grandes finais. Hoje acontece um deles", chegou a comentar o jurado Erick Jacquin.

Publicidade

A afirmação refletia o sentimento estampado nas redes sociais, onde a torcida dos internautas dividia-se em dois blocos: um composto pelos fãs de Leonardo e Raquel; outro composto pelos torcedores de Bruna, que desde o início desta edição foi considerada pelos colegas uma forte concorrente para a vencer a atração.

Ao fazer o anúncio do segundo grande finalista, todos os jurados se emocionaram. Paola Carosella, com lágrimas nos olhos, escutou com atenção as palavras de Erick Jacquin, que após um breve discurso e alguns elogios, fez questão de acompanhar Raquel até a saída. Henrique Fogaça também não mediu elogios para Raquel. "Você é demais", desabafou o chef.

"Para mim foi uma honra. Percebi com toda esta jornada que a cozinha é sim o meu futuro. Eu vou levar para a vida inteira esta jornada que foi o Masterchef. Tenho muito respeito por esse avental e espero que eu saiba honrá-lo lá fora", afirmou Raquel, que pretende investir na área gastronômica. "Foi uma descoberta muito grande e sou grata a todos vocês pela oportunidade que me foi dada.

Publicidade

Hoje eu me vejo como uma chef. Agora tenho que correr atrás do meu sonho, entrar em uma escola de gastronomia e ganhar a técnica que preciso", afirmou.

Os dois grandes finalistas agora enfrentam-se na próxima terça-feira, 23 de agosto, quando terão pouco mais de duas horas para preparar um menu completo (entrada, prato principal e sobremesa) tendo como torcida não só os ex-participantes dessa edição como também familiares e amigos. Todos assistindo de pertinho, no mezanino. #Entretenimento #Culinária