Na madrugada desta quinta-feira, 04, o apresentador Jô Soares fez uma revelação em seu programa de entrevistas exibido pela Rede Globo de Televisão. Ele confessou na atração que recebeu o convite do Comitê Organizador da Rio 2016 para participar do revezamento da tocha olímpica, integrando um enorme time de celebridades das principais emissoras de TV do país, mas acabou não indo ao dia de sua participação De acordo com o entrevistador, um dos motivos que levaram ele a dizer não para a tocha foi o "mico" que pagaria, relatando que pelo menos 300 pessoas iam ficar querendo tirar selfies. Nas redes sociais, no entanto, o público lembrou que Jô foi acusado de apoiar a presidente afastada Dilma Rousseff, do Partido dos Trabalhadores (PT).

Publicidade
Publicidade

Por isso, para muitos internautas o medo de Jô não era ser amado demais, mas sim odiado demais, podendo até receber vaias. Não seria a primeira vez que o comunicador poderia ser hostilizado por conta de suas convicções políticas. Durante o revezamento da tocha, muitos incidentes acabaram acontecendo. Nesta terça-feira, 03, por exemplo, a Força de Segurança precisou agir no município de Duque de Caxias, na Baixada Fluminense. Após alguns populares tentarem impedir o trajeto da tocha, militares usaram bombas e balas de borracha, conseguindo dispersar a multidão.

Segundo Jô Soares, ele participaria do revezamento na cidade de Osasco, em São Paulo. Inicialmente, ele teria aceitado participar da festa, mas depois que viu a condução da tocha pela televisão acabou desistindo.

Publicidade

Ele ainda argumentou que ficaria ridículo com a roupa usada pelos condutores e que só o fato de ir para a condução do símbolo olímpico poderia causar uma enorme confusão na cidade. "Eu só não fui porque, sendo uma pessoa conhecida, achei que seria um tumulto", revelou ele a plateia, que chegou a dar risadas com as explicações.

Nomes como Fátima Bernardes, Sandra Annenberg, Sheron Menezes, Augusto Liberato, Sabrina Sato e Serginho Groisman foram alguns das celebridades que carregaram a tocha.  #Governo #Rio2016