A #teoria com mais embasamentos já criada na história dos #Seriados poderá ser a 'Eu sou o Monstro', criada por Abner Pereira para eventos de '#stranger things'. Ele procurou melhorar e buscar indícios que reforçam suas ideias, em fóruns, com ajuda de outros fãs, e reprisando o seriado. Novas ligações que, de fato, reafirmam que Eleven e o Demogorgon são a mesma pessoa, e o Mundo Invertido é na verdade o futuro de Hawkins, foram reunidas.

Atenção! Se você não finalizou a primeira temporada de Stranger Things, o conteúdo a seguir contém diversos spoilers! Caso não tenha lido a primeira e a nova parte da teoria, leia!

  • O artista Heath Hancock foi responsável por gerar as imagens de identidade visual para os elementos que surgem no seriado. Ele criou também um modelo de sistema de computador para o Laboratório Nacional de Hawkins e em uma imagem desses computadores é possível ver: "File: Eleven... File Loaded. Warning Warning Warning". Ou seja, algo descoberto com relação a Eleven apresentava um enorme perigo.
  • As artes conceituais de Aaron Sims, do Mundo Invertido, se assemelham muito com um cenário pós-apocalíptico. Carros batidos, abandonados, postes caídos. De que maneira as construções humanas apareceram do outro lado? O Mundo Invertido deveria ser uma sombra oposta do mundo que se conhece e não uma cópia lotada daquela espécie de planta pulsante e gosmenta. Mais uma vez bate-se na tecla: Hawkins futurística. 

          “Se houvesse um portal, ele conseguiria nos engolir” — Prof.

Publicidade
Publicidade

Clarke

  • O Laboratório Nacional de Hawkins, em seu subsolo, já possui uma atmosfera igual à do mundo invertido. Não seria impossível que houvesse uma evolução até que se alastrasse pela cidade inteira num futuro. 
  • Quando a equipe do Xerife Hopper vai até a casa de Will em busca de qualquer pista, uma gosma se espalhando no local onde o garoto foi levado, é encontrada.
  • As artes conceituais do Demogorgon eram bastante variadas, mas em todas parece que havia uma regra a ser seguida: todos possuíam um aspecto humanoide, dois braços, duas pernas e uma cabeça. O que reforça que a criatura já foi um humano. 
  • A fome de Eleven, aparentemente, é incessante. Ela aparece em diversas cenas comendo desesperadamente, waffles ou panquecas. O monstro também é extremamente faminto. Basta sentir cheiro de sangue, não importando a hora, com a ressalva de que sempre que a Eleven usa suas habilidades, seu nariz sangra, e isso nunca atraiu o Demogorgon. Seria pura coincidência? 
  • Quando a telepata se diz 'Adeus, Mike' e enfrenta a criatura na escola, ela parece já conhecer seu destino. A cena seguinte traz o vislumbre de El com o rosto escurecido e olhos vermelhos, indicando que algo maligno está dentro dela.
  • Mais um indício de que a garota poderosa pode ter se transformado no monstro é que ela matou pelo menos quinze pessoas ao longo da série, além dos traumas no laboratório. A alma dela já foi manchada e ela possui uma natureza um tanto quanto agressiva.

  • Will tosse uma espécie de "lesma-demogorgon" na pia, o que poderia facilmente contaminar a cidade inteira, em vista de que a mini criatura estará nos encanamentos. Em seguida, uma espécie de 'bug temporal' traz o Mundo Invertido e rapidamente retorna para a realidade. Será Will um catalisador do que virá? Como os irmãos Duffer disseram, 'a preocupação deveria ir além de Will'.
  • Em questões técnicas, o elenco infantil está na pré-adolescência. Logo eles passarão pelo famoso estirão, e nessa fase, um ano traz muitas mudanças físicas. Então, será muito mais fácil a produção abordar um universo paralelo ligado ao futuro.
  • Referências claras foram feitas a Steven Spielberg no seriado, mas não limitado aos filmes oitentistas. É o caso de Minority Report (2002), em que os precogs que preveem o futuro ficam em tanques de água flutuando. Isso não lembra a cena em que El flutua na piscina?