As teorias que justificam os eventos passados no novo seriado da #Netflix, 'Stranger Things', começaram a surgir entre os internautas. Embora o roteiro seja incrivelmente bem engajado, muitas perguntas ficaram no ar. Por exemplo, o que seria o Demogorgon? No site Medium, Abner Pereira publicou uma teoria extremamente bem embasada para essa pergunta. 

Atenção! A matéria contém spoilers a partir daqui.

Segundo ele, o Monstro seria a Onze. Como assim? Para ele, a o Mundo Invertido seria, na verdade, uma realidade paralela do futuro de Hawkins, que encontra-se caótico graças aos experimentos realizados no Laboratório Nacional de Hawkins.

Publicidade
Publicidade

Os pontos que Abner utilizou para justificar sua perspectiva:

  • A cidade de 'Hawkins' é uma alusão ao Stephen Hawking, famoso cientista especialista em física quântica, buracos negros e dobras no tempo;
  • 'Montauk' teria sido o primeiro nome imaginado para ST, que faria menção direta a um projeto homônimo dos EUA, que foi encerrado em 1983 - ano em que se passa a trama da série. Várias histórias relacionadas a tentativas de viagem no tempo e telepatia foram ligadas ao projeto. A ideia era produzir armas superiores a dos russos para a Guerra Fria, dessa forma, seriam usadas para desenvolver pulsos eletromagnéticos suscetíveis a desenvolver esquizofrenia nos inimigos;
  • A mãe de Onze teria sido usada como cobaia no projeto MKUltra, que realmente existiu, comandado pela CIA, que supostamente realizavam experimentos de tortura para a enfraquecer a cobaia a ponto de que confessariam qualquer coisa por meio de controle da mente. A Guerra Fria é representada pelo Russo que aparece nos testes de Onze;
  • As experiências realizadas na mãe, fizeram com que Onze nascesse com habilidades telepáticas e telecinéticas, o que era explorado pelo Dr. Brenner. A garota tinha acesso ao Mundo Invertido sempre que era posta nos tanques de água, que na realidade seria um lugar do tempo-espaço onde a garota foi capaz de alcançar. Por isso o russo aparecia pra ela, e é assim que ela encontra o monstro também;
  • Ao tocar no Demogorgon, Onze abre o portal no Laboratório pois há uma reação da natureza/universo pelo encontro dos mesmos indivíduos no espaço/tempo;
  • O aspecto viscoso e pulsante da atmosfera do Mundo Invertido seria algo que ainda iria assolar Hawkins. As artes conceituais da outra realidade apontam muito mais para um mundo pós-apocalíptico;
  • O passado acomete imediatamente o futuro, o que faz sentido como Will se refugia em sua cabana e como o fogo deixa o chão marcado quando o monstro é incendiado na residência dos Byers, já o futuro não afeta diretamente o passado, por isso só as luzes sofrem interferência;
  • De acordo com Matt e Ross Duffer, os criadores, eles possuem um arquivo de 30 páginas com informações sobre o Mundo Invertido e o motivo de haver apenas um monstro - que seria justamente Onze;
  • Ao enfrentar a criatura no season finale, eles fazem o mesmo movimento, se espelhando;

  • O vilão de D&D que serviu de apelido para a criatura, possui duas cabeças que querem se separar uma da outra mas são obrigadas a conviver como um único ser, será que a escolha foi coincidência?
  • No episódio piloto, o HQ 'X-Men #134' é citado. Nele, Jean Grey é o centro da trama e está possuída pela Fênix. A única forma que a mutante encontra de proteger aqueles que ama, é se sacrificando. Além de tudo, Jean possui habilidades bastante semelhantes as de Onze. Outra coincidência?
  • O aspecto físico do monstro é humanoide, o que reforça a questão de que ele pode ter sido humano em outra época;
  • O numeral 11 pela qual a personagem foi apelidada, se trata da junção de dois números idênticos, o que pode significar 'os dois lados da mesma moeda', ou que houve dez outras cobaias antes dela. 
#stranger things #Seriados