A Olimpíada do Rio de Janeiro também está sendo marcada pelas gafes nas transmissões jornalísticas. Pela #Rede Globo de Televisão, o narrador #Galvão Bueno é recordista em dar foras ou cometer erros bizarros. Na noite desta quinta-feira, 18, por exemplo, ele acabou virando alvo de um dos contratados da mesma emissora, que após ser desdenhado, não teve medo de dar uma patada em tempo real. O programa foi feito para ocupar um espaço já alocado para a disputa do vôlei feminino, mas as meninas acabaram não avançando no esporte que já deu muitas conquistas ao Brasil. 

E foi justamente o vôlei, mas o de praia, que fez Galvão e Tande se estranharem durante a cobertura do jogo entre Alisson e Bruno, que mais tarde daria a medalha de ouro ao Brasil.

Publicidade
Publicidade

"Vamos falar com nosso campeão olímpico, também, meu querido amigo Tande, que jogava pouco, mas na praia não foi lá essas coisas, não", disse o narrador esportista do maior canal de televisão do país. O comentarista que no passado já até apresentou o 'Esporte Espetacular' não aturou o desmerecimento e rebateu o maior salário do esporte da Globo na frente de vários outros convidados. 

"Fui campeão mundial e você não lembra disso", disse Tande, lembrando que ao lado de Emanuel conquistou a melhor posição em 2001, ficando no mundial com a medalha de ouro. O comunicador então tentou contornar e disse que de fato o ex-atleta tinha ido bem. Ele ainda fez uma gracinha com Emanuel, que fez dupla com Tande no esporte. Emanuel tem todas as cores de medalha (bronze, prata e ouro) e também faz hoje comentários no vôlei.

Publicidade

Muitos brasileiros aplaudiram a atitude de Tande com Galvão e voltaram a lançar a campanha do "Cala Boca". Ainda na mesma transmissão Bueno chegou a mandar que todos se levantassem para cantar o hino nacional da jamaica. No entanto, no estádio estava Fernando Fernandes, cadeirante que hoje é atleta nas paraolimpíadas. Ele ainda brincou dizendo que preferia não se levantar. O narrador ficou sem graça pelo lapso de memória apresentado.