Na noite desta terça-feira, 02, a novela 'Liberdade, Liberdade', exibiu o seu penúltimo capítulo no horário das onze horas da Rede Globo de Televisão. A sequência mostrou Rubião  (Mateus Solano) matar enforcados dois "desertores" da coroa portuguesa, Xavier e André (Caio Blat). O primeiro a ser enforcado é o irmão de Joaquina (Andrea Horta). Tolentino (Ricardo Pereira), recebe a incumbência de realizar o serviço. Ele e André tiveram um tórrido romance homossexual na história. Mesmo muito triste e com lágrimas nos olhos, o capitão acaba obedecendo seu chefe, o intendente de Vila Rica, puxando a alavanca. 

André cai no buraco e começa a se debater, como quem perde o ar.

Publicidade
Publicidade

Xavier se solta nesse meio do caminho e segura o irmão de Joaquina por alguns instantes, enquanto esse ainda puxa o ar para tentar sobreviver. No entanto, o verdadeiro amor da protagonista da história acaba levando um tiro no braço e cai, deixando André novamente enforcar-se. Ele morre e Joaquina vai ao desespero. Assim como a protagonista, os internautas de derramaram em lágrimas, dizendo que não tão cedo esqueceriam essa triste morte. 

"Não vamos levar Tolentino para o vale dos homossexuais. Como o cara pode matar o próprio amado", questionou irritado um telespectador da novela. Muita gente apostava em uma reviravolta na trama e que André tivesse um final feliz, não foi o caso. O personagem foi o primeiro da TV a ter uma cena de sexo gay exibida na dramaturgia brasileira. O que acontecerá com a irmã dele apenas saberemos nesta quinta-feira, 05, quando vai ao ar o final de 'Liberdade, Liberdade'.  #Famosos #Novelas #Liberdade Liberdade