Nesta quinta-feira, 22, o ator Marcelo Serrado fez confissões do quanto está difícil trabalhar nas gravações da novela das nove '#Velho Chico' após a morte do ator Domingos Montagner, o 'Santo'. Ele morreu afogado depois de tomar um banho, ao lado da atriz Camila Pitanga, nas águas no Rio São Francisco. As revelações de Marcelo foram feitas em entrevista ao programa 'Encontro com Fátima Bernardes.' Segundo ele, não deu para ter coragem, por exemplo, para abrir a janela que dá de encontra ao rio. No hotel, ele ficou em orações, tentando se reenergizar depois de um trauma bastante complexo em sua vida. Fotos do ator morto chegaram a ser divulgadas nas redes sociais, o que gerou revolta.

Ele não é o único.

Publicidade
Publicidade

De acordo com Marcelo Serrado, os profissionais da dramaturgia, que integram o elenco de 'Velho Chico', estão se reunindo regularmente em retiro espiritual antes de começarem os trabalhos. Dias depois da morte de Montagner, no entanto, eles já retornaram as gravações no Nordeste brasileiro. O falecimento do artista ocorreu no município de Canindé do São Francisco, no estado de Sergipe. 

"A gente está se dando muito a mão nesse momento, esse momento de luto que estamos vivendo.", explicou o ator em um vídeo em que aparece visivelmente abatido no programa de Fátima Bernardes. Apesar da dor, ele revela que já consegue falar do assunto difícil com mais tranquilidade. De acordo com ele, os atores chegaram a rezar os estúdios antes de gravarem novas cenas. A Globo até deixou opção para que, quem não se sentisse bem nesse momento, podendo o ator ou a atriz não completar a participação na história.

Publicidade

No entanto, nenhum dos artistas fez por essa escolha. Eles argumentam que Domingos era um homem ativo e que gostava muito de trabalhar, portanto, essa seria a melhor homenagem a ele.

Marcelo conta que a reza no estúdio acabou trazendo um certo conforto para a equipe. Além das orações, parte da equipe entrou nas águas do rio em que Montagner morreu para rezar. Uma missa com cerca de duas mil pessoas também foi feita na região.  #Domingos Montagner #Novelas