Camila Pitanga falou com exclusividade à repórter Sônia Bridi, do programa “Fantástico”, da Rede Globo, na noite deste domingo (18). A entrevista foi gravada na casa dela, no Rio de Janeiro, e foi acompanhada por familiares e amigos.

A atriz deu detalhes sobre o afogamento e morte do ator Domingos Montagner, na última quinta-feira, no Rio São Francisco, na cidade de Canindé, em Sergipe.

Intuição do motorista

Depois da gravação da novela “Velho Chico”, pela manhã, #Camila Pitanga e Domingos Montagner estavam no carro da Rede Globo indo para o hotel e viram uma praia, com dois quiosques, que parecia ser um lugar frequentado.

Publicidade
Publicidade

“A gente não ia para lá, a gente ia para outro lugar, e a gente acabou achando que era mais simples ir ali”, recordou a atriz. Pelo que Camila disse, o motorista, que não conhecia a região, teria estranhando o fato de o local estar vazio e questionou se não era melhor perguntarem sobre a praia não estar movimentada.

“Eu e o Domingos, a gente se olhou, e a gente falou: ‘acho que não, está vazio porque é dia de semana’”, disse a atriz.  

Mergulho

O relato de Camila Pitanga continua, falando sobre o momento em que Domingos Montagner subiu em umas pedras no lugar onde escolheram para nadar, achou o local ótimo e decidiu mergulhar.

“O Domingos mergulhou de cabeça, eu fui devagarinho e notei que tinha uma pedra com uma marolinha batendo”, comentou a atriz. “Aí tem um detalhe: a gente estava nadando à favor de uma correnteza muito perene, muito suave”, disse.

Publicidade

Momentos de apreensão

Camila Pitanga disse que não sentiu mudança na corrente do rio e que tentaram sair de perto das pedras. Quando nadaram, porém, percebiam que não saiam do lugar, porque não venciam a correnteza. “A gente nadava, nadava e ficava”, falou a atriz.

“Quando eu percebi que não conseguia vencer a correnteza, que era suave mesmo, eu me desesperei. Eu respirei errado”, recordou. A atriz notou as pedras e se agarrou a elas.

Ela chamou o colega de trabalho e percebeu que ele estava assustado. Camila saiu das pedras e foi ajudar o amigo, segurou nos braços dele, mas ele não saia do lugar e não falava nada. Ela fez isso mais uma vez. Domingos disse que não estava conseguindo. Camila Pitanga voltou para a pedra, pediu para o ator boiar e começou a pedir socorro.

“Foi quando ele submergiu pela primeira vez. Ele falava ‘eu não estou conseguindo’. Engoliu água”, disse a atriz, que começou a gritar por socorro. Montagner submergiu apenas duas vezes. “Aí eu entendi o problema que a gente estava vivendo”, recordou emocionada.

“Ele me salvou. Ele sabia o que estava acontecendo e me deu oportunidade de viver. Me deu essa chance. (É uma coisa) muito generosa”, analisou Camila. “Eu vi o último olhar dele. Ele não estava desesperado, ele estava triste”, disse.

O corpo do ator foi enterrado no sábado, no cemitério da Quarta Parada, na cidade de São Paulo. #Entrevista fantástico