Foi necessário uma tragédia, a morte do ator Domingos Montagner, afogado no dia 15 de setembro, nas proximidades da Hidrelétrica, em Canindé do São Francisco, Sergipe, para que as autoridades competentes começassem a prestar atenção para os impactos causados pela Usina que está em operação desde 1994, a toda aquela região e seus moradores.

Existia uma dúvida a respeito do local onde o ator se afogou por causa da forte correnteza do rio onde ele mergulhou, se era causada pela vazão da Hidrelétrica, como a operadora ainda não publicou o nível de vazão da água não se podia provar que houve alteração no nível do fluxo naquele dia.

Publicidade
Publicidade

Contudo, a dúvida foi sanada através da The Intercept Brasil, de acordo com a jornalista Glenn Greenwald, foram encontrados documentos que comprovam alteração no fluxo das águas quando Montagner nadava.

A cerca de dois quilômetros, abaixo da barragem, fica a Prainha de Canindé do São Francisco e diferente dos litorais, nos rios não há sinalizações suficientes para os mergulhadores. Os pesquisadores alertam para o fato de que deveria haver um sistema de comunicação sobre as alterações na vazão das hidrelétricas, tanto para moradores, quanto turistas.

Com a vazão da Usina de Xingó, a velocidade da água, que já é acelerada, aumenta consideravelmente, tornando-se difícil até para as embarcações. O professor Jorge Henrique Prodanoff, da escola politécnica da Universidade Federal do Rio de Janeiro, explica que mudanças nas potências das hidrelétricas acontecem por todo o país, mesmo que ela tenha responsabilidade, a operadora não pode ser culpada pela tragédia que aconteceu com o ator #Domingos Montagner, aquele é um ponto proibido do rio e qualquer morador saberia informar.

Publicidade

Há, porém, um ponto ainda bastante discutido, a questão da responsabilidade do Estado ou da Prefeitura, pois aquela região já que é tão perigosa, agora sabemos disso, não poderia estar sem sinalização, pois recebe turistas de todas as partes do país e do mundo, parece que somente os moradores sabiam dos perigos daquela região, muitos acham que esse fato foi determinante para a morte de Montagner. #Acidente #Rede Globo