O final da sexta temporada de 'Game of Thrones' foi nada menos que épico. Porém, o decorrer da temporada foi de certa forma problemático em alguns núcleos, como, por exemplo, a morte de Doran Martell, que dividiu as opiniões dos espectadores. Recentemente o ator #Alexander Sidding cedeu uma entrevista ao StarTrek.net e falando a respeito de GoT, o ator desabafou sobre ter ficado decepcionado com a maneira que seu personagem teve seu desfecho.

"É curioso, eu sequer tenho certeza do que ocorreu. Eu fui chamado e contratado para atuar em, no mínimo, quatro capítulos da sexta temporada, mas então eu estava realizando uma campanha publicitária para outro projeto em Los Angeles, quando precisei atender uma ligação.

Publicidade
Publicidade

Havia uma voz conhecida do outro lado, mas a pessoa simplesmente não se apresentou, era um daqueles caras. Acontece assim: 'Oi, sou eu', e eu questionei, 'É Dan [B. Weiss] ou David [Benioff]?'. Em seguida ele começou a dizer, 'Você sabe o motivo desta chamada' [...] 'Então, a gente ia te assassinar no final da quinta temporada, mas optamos por realizar a sequência no início da sexta'.

[...] Mas tinha algo esquisito e fora do lugar a respeito daquilo, afinal, eles haviam fechado contrato para episódios do ano seguinte, então se eles realmente pretendiam matar Doran no desfecho da anterior, por que me contratariam para realizar quatro episódios? Porque isso acarreta despesas para eles eu gravando ou não, então não se trata de um investimento interessante", revelou Alexander.

Adentrando um pouco mais nessa questão, Sidding afirmou que a decisão de David e Dan pode ter sido afetada pela boa recepção que Doran teve com o público: "Algo ocorreu; Não faço a menor ideia do que.

Publicidade

Houve uma excitação enorme por parte dos fãs quando eu fui nomeado para estar na série, e a reação generalizada foi mais ou menos, 'Ai meu Deus, isso, Doran Martell. Ele será incrível'. O que pode ter causado o beijo da morte. É possível que não quisessem muita atenção para o personagem. Pode ser que tenham pensado, 'Bom, estamos nos distanciando dos livros e provaremos isso. Vamos realizar algo totalmente oposto, e o primeiro exemplo acontecerá com ele.', Talvez possa ter sido isso, ou sei lá, vai ver eu fiz algo errado. Quem sabe eu tenha dito algo para a pessoa errada. Não acredito que eu tenha sido tratado da forma como eu e os fãs gostaríamos”, disse ainda.

“Além do fato de eles não me pagaram o bastante. Eles simplesmente nunca pagam o bastante. Sabe? É Game of Thrones. As pessoas atuam em #Game of Thrones de graça se a produção assim desejar. Longe de uma bênção, é uma maldição”, concluiu Alexander Sidding.

Claro que vale citar que Doran Martell segue vivo e bem nos livros, e não foi o único ou o primeiro personagem a ter seu destino completamente alterado e posteriormente criticado.

Publicidade

O ator que deu vida a Sor Barristan, Ian McElhinney, ficou bastante desapontado com sua morte precoce, em vista de ter lido os livros e saber de sua importância ao lado de Daenerys.

Ainda na entrevista de Alexander, o ator citou sua especulação com relação ao vazamento dos episódios da quinta temporada:

"Quanto mais se consegue ocultar, mais especial se torna. E com certeza Game of Thrones joga dessa forma. Eles não dão informações e quando dão, algumas são erradas para colocar os atores na direção errada. Por exemplo, no último ano, (...) não sei se vai se lembrar. Eu praticamente posso afirmar que aqueles quatro episódios foram "liberados" propositalmente pela própria #HBO. Tem algo acontecendo, sabe?"

Obviamente que essa é a opinião expressa do ator e não há qualquer informação sobre o vazamento ter sido um ato proposital da emissora.