Dona Encarnação conversa com o seu filho Afrânio e fala para ele, que não quer o malévolo Carlos Eduardo tomando conta de tudo o que é deles. O coronel passou o comando dos seus negócios para o deputado, pois não teve escolha.

A chantagem

O político fez chantagem com Saruê e o mesmo não viu outra saída senão entregar tudo nas mãos do crápula e genro. Carlos mostrou ao coronel, uma pasta contendo todos os documentos que ele guardou por 30 anos, contra o sogro e caso acontecesse algo a sua pessoa, os papéis seriam divulgados para a população. Diante desse fato, Afrânio não teve alternativa senão ceder à pressão do político.

Publicidade
Publicidade

A nova face

O novo coronel, Carlos Eduardo foi até a prefeitura e pressionou o prefeito dizendo a ele, que tudo o que se passar na cidade de Grotas deverá ser avisado a ele. O político doou as terras para a prefeitura, para que se façam as obras de canalização de esgoto, pois Bento ganhou a licitação e eles terão que cumprir com o acordo.

Carlos bate de frente com Santo e diz a ele que quem é vivo sempre aparece. O filho de Piedade fala ao político que não tem medo dele. O novo coronel mostra o revólver a ele e Santo fala que arma é para os fracos, que ele prefere o "olho no olho".

A arma

Tereza revira as coisas de Carlos à procura da arma que sumiu. Quando ela estava vasculhando tudo, o marido chega e a flagra mexendo nas suas coisas. O político pergunta se ela se esqueceu de alguma coisa e ela responde que procura o revólver usado para tirar a vida do sertanejo.

Publicidade

Os dois começam um bate-boca e Carlos joga na cara de Terê que ela será sua esposa para o resto da vida. Ele diz a ela que tudo tem o seu preço, ela fica encucada e sai do quarto.

Tereza conversa com o seu pai, o coronel Afrânio, e pergunta sobre o que está acontecendo. Mas Saruê não diz nada à filha e vai ao percalço de Cícero. A filha do coronel aproveita para ir ao encontro de Santo.

Terê e Santo

A herdeira do Saruê encontra o amado Santo na cooperativa e ele vê muita tristeza em seu olhar. O sertanejo pergunta o que está acontecendo, mas ela fala que é problema com o pai e que está preocupada. Tereza não revela o real motivo da sua infelicidade, ela quis poupar Santo de suas suspeitas.

O confronto

Carlos Eduardo vai até a fazenda e conversa com o responsável pelas frutas. Ele fala que é para o funcionário dizer aos fornecedores, que eles receberão o pagamento em outra moeda estrangeira e que a produção será exportada. O novo coronel disse isso, após o encarregado dizer a ele que os produtores estão indecisos se continuarão a fornecer as frutas para o Saruê.

Publicidade

O deputado entra no escritório e dá de cara com Afrânio sentado na cadeira. Eles se pegam em um bate-boca, mas Carlos não cede. Afrânio fala que a vida dele é aquela e caso ele venha a cair, o genro cairá também, pois terá muito a perder.

Carlos diz que quer o prometido a ele e deseja ter o poder e a cadeira de Afrânio. Ele fala que pretende conseguir Tereza de volta e se tornar o novo Saruê.

Outra cena

Em outra cena, Tereza e Santo comemoram uma nova venda e dançam juntos na cooperativa e mostram muita felicidade. Miguel chega ao local e fala com seu pai sobre aumentar a produção das frutas, mas Santo recua. O neto do coronel fica decepcionado com a atitude do sertanejo. Olívia tenta remediar a situação, mas não consegue.

Cena final

Na cena final do capítulo, o deputado sobe ao palanque e fala para o povo de Grotas que ele é o novo coronel e que vai levar Grotas para o futuro. O povo aplaude, mas o vereador Bento lhe pergunta como é que ele vai fazer para levar a cidade para o futuro.

Carlos, após ser interrogado pelo político, o olha com ódio.  #novocoronel #Novelas #Velho Chico