Mais uma vez um assunto polêmico caiu na boca de #Inês Brasil, cantora e dançarina brasileira que ficou conhecida após enviar um vídeo de inscrição bastante diferente do usual para o Big Brother Brasil (BBB) 2013. Dessa vez ela invadiu o tema "#Impeachment" e decidiu apoiar seus seguidores durante uma apresentação de seus shows pelo país. Ao levar uma bandeira para o palco, ela pediu "Fora Temer" e deixou todos extasiados.

Com a bandeira do país nas mãos, logo após cantar "Make Love", canção em que ela fala sobre fazer amor de todas as formas, pessoas e possibilidades, a dançarina ouviu gritos vindos do público. Muitas pessoas diziam "Fora Temer", pedindo o impeachment do atual presidente da república, que assumiu no lugar de Dilma Rouseff (PT), acusada de crime de responsabilidade.

Publicidade
Publicidade

Apesar de ter perdido o cargo, Dilma continua com seus direitos políticos e ainda pode assumir função pública, até mesmo se candidatando novamente para o cargo do qual foi expulsa.

Ouvindo o grito do público, Inês completou com uma frase que fez todo vibrarem. "Não só Fora Temer, como tudo que há de ruim", disse.

Assista ao vídeo de Inês Brasil durante o show:

Lula pode voltar em 2018

Em uma postagem em seu Facebook, o ex-presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), falou que está se preparando fisicamente para retomar o poder. Lula precisou passar por exames de rotina e seus seguidores e partidários ficaram preocupados, já que ele ficou gravemente doente ao tratar de um câncer em 2011.

Publicidade

Lula comandou o Executivo do país de 2002 a 2008, deixando como legado de seu governo o "Fome Zero" e outros projetos que privilegiam o âmbito social. Também foi durante os anos em que trabalhou para os brasileiros que foi descoberto o escândalo do mensalão, divulgado massivamente pela mídia e que chocou os cidadãos de todo o mundo.

Impeachment pode ser anulado?

Logo após o término da votação do julgamento de Dima Rouseff (PT) que levou à sua destituição do cargo, juristas partidários da ex-presidente falaram que há a possibilidade de anular o processo por vício de legalidade. Eles acreditam que ainda não há indícios de crime de responsabilidade e entraram com recursos no STF. #Michel Temer