A Rede Globo de Televisão não matará o personagem 'Santo', de '#Velho Chico', após o falecimento de seu intérprete, o ator #Domingos Montagner. De acordo com informações do site 'Natelinha' em matéria publicada neste sábado, 17, o canal carioca decidiu tomar uma estratégia para preservar as cenas do personagem. O par romântico de Camila Pitanga (Tereza) no folhetim assinado por Benedito Ruy Barbosa continuará a aparecer nos próximos capítulos de um modo impressionante. Isso depois de fotos do corpo do ator serem divulgadas em redes sociais, como o WhatsApp.

Uma das explicações para que Santo continue a viver na trama é que suas cenas estavam perto de serem finalizadas, o que facilita o trabalho da equipe.

Publicidade
Publicidade

Em comunicado enviado ao Natelinha, a Central Globo de Comunicação disse que 'Velho Chico' não terá grandes alterações na história prevista. A narrativa planejada, dessa forma, será perpetuada. Isso também vale para o personagem de Domingos Montagner, que morreu afogado nas águas do Rio São Francisco, quando tomava um banho na região. O corpo dele foi encontrado a 18 metros de profundidade por bombeiros.

Depois de ser flagrada desesperada pela morte do amigo, Camila Pitanga deve ter que voltar a gravar em breve. Uma parte da equipe já volta para o Nordeste neste sábado, 17. "Santo dos Anjos estará presente em todas as suas cenas e o seu olhar será visto por todos que assistem à novela", diz um trecho do comunicado recebido pelo site Natelinha. Em entrevista dada à jornalista Cristina Padiglione, do jornal 'O Estado de São Paulo', o diretor artístico da novela das nove da Globo, Luiz Fernando de Carvalho, informou como isso irá acontecer.

Publicidade

Segundo o diretor, faltavam poucas cenas para Domingos. Nas poucas em que ele não gravou, quem fará o papel dele será a câmera, ficando exatamente onde ele estaria. Os demais personagens falarão com ele o tempo todo. Só não haverá uma resposta. Eles terão que olhar diretamente no fundo da lente da câmera, fingindo estarem olhando para Domingos.