O rock brasileiro ficou mais triste na tarde da última segunda-feira, 19 de setembro. Tudo porque Paulo Humberto Pizziali, percursionista do #Barão Vermelho, faleceu nas dependências do Hospital da Lagoa, Rio de Janeiro. Hospitalizado há mais de duas semanas, o músico teve uma hemorragia digestiva e não resistiu.

O comunicado oficial foi emitido por Ana Tereza Lima Soler, ex-esposa do artista, que usou as redes sociais para falar com os mais próximos e os fãs de Pizziali. "Queridos amigos e familiares, é com pesar que venho comunicar que o pai dos meus filhos, Paulo Humberto Pizziali, mais conhecido como Peninha Percussão, faleceu no Hospital da Lagoa.

Publicidade
Publicidade

Peço aos meus queridos amigos do Face e de toda a minha vida que orem por ele, cada um na sua fé. Os filhos dele estão muito abalados. Peço que orem por eles também", finalizou.

Pizziali acabou indo para o hospital no início de setembro, após sentir fortes dores abdominais, decorrentes de uma hepatite C e de uma hérnia na região do abdomen. Desde então, permaneceu internado e foi para o Centro de Tratamento Intensivo (CTI), onde passou por diversos procedimentos. Com Ana Tereza ele teve quatro filhos. O velório e o enterro ocorrem na terça, 21 de setembro. Frejat, vocalista do Barão Vermelho, enfatizou, em entrevista ao jornal O Globo, o talento do colega de palco. "Uma pessoa maravilhosa e surpreendente", ressaltou. Já o baixista da banda, Rodrigo Santos, disse que mais do que profissional, Peninha era, sobretudo, um amigo para todas as horas. 

O começo

Foi em meados de 1986, durante as gravações do disco 'Declare Guerra', que as vidas de Peninha com os músicos do Barão Vermelho se cruzaram.

Publicidade

O disco - o primeiro sem a presença de Cazuza - ainda era uma incerteza junto ao público. Porém, isto não foi motivo para intimidação por parte do músico, muito pelo contrário. Já experiente e com nomes consagrados como Simone e Gal Costa no currículo, o percursionista fez bonito durante as gravações. Tanto que sua participação - que antes era especial - tornou-se fixa pouco tempo depois, e se prolongou até 2013, quando dedicou-se a outros projetos. #rock