O cantor #sertanejo Luan Santana, mesmo sem querer, acabou entrando em uma grande polêmica por conta de uma de suas apresentações. O músico, conhecido por suas várias músicas românticas está sendo acusado de agressão a um fã durante um show. De acordo com informações do site da 'Revista Caras' em matéria publicada nesta terça-feira, 13, o músico acabou disparando uma cortina de fumaça antes da hora. Esse tipo de dispositivo pode fazer mau aos olhos, além de prejudicar um pouco a respiração, especialmente em ambientes lotados, como era o caso da apresentação. 

De acordo com fontes de bastidores, Luan era para ter esperado a plataforma onde ele estava chegar mais alto, para então puxar a alavanca que acionava o jato de fumaça, realizando assim a sua performance apoteótica para a alegria dos seguidores.

Publicidade
Publicidade

No Instagram, depois de diversos vídeos caírem na internet, o próprio profissional da música acabou postando imagens do real momento em que tudo aconteceu. Isso porque ele foi acusado realmente de não tratar bem os seguidores e não é só. Uma das pessoas atingidas pelo jato de fumaça é um famoso atleta do Brasil.

O atingido é o jogador da seleção brasileira masculina de vôlei, Lucão, que foi vencedor da medalhe de ouro na Olimpíada Rio 2016. Não há informações se Lucão tenha de alguma maneira se machucado com a situação. No entanto, amigos garantem que tudo ficou bem e que depois do show, ele mesmo se encontrou com #Luan Santana. Fãs que estavam na apresentação polêmica garantem que Luan viu o atleta, o que causou ainda mais frisson. Lucão teria acenado para o cantor de 'Meteoro', que depois acionou antes da hora o tal jato de fumaça

O jeito visto pelo famoso foi tentar se desculpar com os fãs e também com o atleta. Nas redes sociais, o próprio Luan Santana pediu desculpas ao astro do vôlei: "Foi mal", escreveu.

Publicidade

O efeito pirotécnico é apenas um das muitas formas "especiais" que o sertanejo está realizando no novo show. As apresentações com a plataforma de fumaça já foram feitas no Rio e em São Paulo.