Após a morte por afogamento do protagonista da novela #Velho Chico, da Rede Globo de TV, muitos ribeirinhos que moram atualmente na região da tragédia, na cidade de Canindé do São Francisco, em Sergipe, ficaram bastante tristes. Com isso, o Ministério Público Federal (MPF), no Estado sergipano, através da procuradora da República, Lívia Tinôco, decidiu enviar um documento oficial ao prefeito José Heleno da Silva, onde consta um pedido de criação de um monumento histórico para homenageá-lo e homenagear também as pessoas que trabalham em circo e em teatro.

De acordo com moradores locais, Domingos era uma pessoa muito querida e simples, a sua humildade conquistou muita gente por lá e, portanto, para eles, é justo que isso seja feito.

“Em duas novelas, ele interpretou personagens emblemáticos para ao povo nordestino”, conta Genilson Aragão, turismólogo na região.

Publicidade
Publicidade

Ele lembra que Montagner participou de “Cordel Encantado”, onde havia interpretado o personagem de cangaceiro chamado Herculano. Já em “Velho Chico”, o artista estava interpretando “Santo dos Anjos”, hábil vaqueiro. Para Genilson, Domingos “foi um defensor da nossa cultura, o povo ribeirinho é muito grato a ele por isso”, disse.

Segundo a procuradora do Ministério Público Federal, a escultura, que deverá ser criada na região servirá para homenagear o artista que conquistou o coração dos moradores daquela cidade: “Um monumento que reverencie a alegria das atividades circenses em homenagem à memória do ator”, revelou Lívia Tinôco. Além do monumento, a oficial de justiça disse que também será criada uma escola municipal de circo e teatro.

Ainda de acordo com o MPF, a região onde Montagner morreu afogado ainda não tem uma estrutura adequada para suportar todos os turistas que chegam aquele local, anualmente.

Publicidade

Esse é um dos motivos que levou o ator da Globo à essa tragédia que comoveu todo o país. Ainda segundo o órgão,depois de serem inauguradas as obras que estão no entorno do rio São Francisco, o poder público local velar pela presença de salva-vidas, bem como assinalar os locais mais perigosos para que os turistas não se arriscassem. #Domingos Montagner #Mural de Notícias