A minissérie 'Nada Será Como Antes' estreou nesta terça-feira (27) trazendo uma onda de nostalgia e glamour que caracterizavam a década de 50. A história, contando como nasceu a TV brasileira, também trouxe de volta o brilho da moda nos anos 40 e 50, misturando brilho, elegância e sedução dos figurinos da época.

Isso fica claro através das cores das roupas dos personagens. Um deles é Saulo (Murilo Benício) que estará sempre usando coletes e suspensórios nos tons entre o cinza e marrom, bem típico da época, por ser um homem prático e sempre às voltas com negócios. Segundo nos conta o figurinista Cao Albuquerque.

Mas o maior brilho ficou por conta das personagens de Bruna Marquezine (Beatriz) e Débora Falabella (Verônica), que ousaram nas transparências e rendas.

Publicidade
Publicidade

Beatriz é uma mulher ousada que está bem além de seu tempo. Sem se incomodar com a opinião dos outros, ela abusa dos decotes e do seu poder de sedução. Cao diz que uma das inspirações foi a diva Marilyn Monroe. Já Verônica espelha-se na cantoras de rádio que exibiam maior glamour por conta das grandes divas do teatro.

Letícia Colin vem mostrando elegância e sobriedade com sua Julia. Tudo foi minuciosamente pesquisado para que nada fugisse à época. As caracterizações dos anos 50 foram pesquisadas em Channel, Cristian Dior e outros grandes nomes da moda. Para compor os personagens de Saulo e Verônica, a caracterizadora da minissérie, Lu Moraes, explica que se baseou em um editorial de moda estrelado pelo inesquecível Marcello Mastroianni e a bela Anouk Aimée, que também usava os cabelos curtinhos.

Publicidade

Já beleza e o fascínio de Beatriz foram buscados na modelo contemporânea Dita Von Teese.

A trilha sonora de 'Nada Será Como Antes' também é outra viagem aos anos 50. Nomes nacionais e internacionais trazem nostalgia e saudades. A trama nos traz de volta nomes como a eterna Cássia Eller, Maysa, Dorival Caymmi, além dos internacionais Dick Farney, Diana Krall, Steve Marvim e outros. A minissérie agradou ao público pela beleza, sedução e bom gosto, mas, principalmente, pela recordação tão fiel das décadas de 40 e 50. #Famosos #Rede Globo #Bruna Marquezine