A Rede Globo de Televisão está no ar com a sua primeira série de terror. 'SuperMax', apesar de estar passando agora, foi gravada ainda no ano passado. De acordo com a sinopse entregue por uma fonte do canal, Pedro Bial será assassinado de maneira bizarra no programa de terror da emissora carioca. Os participantes vão estranhar o fato do apresentador, que faz ele mesmo na série, não aparecer mais para dar instruções para os presos, que disputam o prêmio de R$ 2 milhões. O grupo irá desconfiar que Bial foi morto, mas só terá certeza disso nos últimos episódios da série.

Não há uma previsão para que a morte de Pedro seja exibida na série.

Publicidade
Publicidade

Algumas sequências podem acabar sendo editadas, especialmente as envolvendo animais. Isso porque grupos que defendem os bichinhos não querem que esse tipo de imagem seja exibido na televisão. A Globo não comentou os pedidos, mas lembra ao final de cada exibição que 'SuperMax' é uma obra de ficção. 

O grupo verá uma espécie de vídeo que mostra Bial sendo assassinado por forças ocultas. Curiosamente, o ex-apresentador do 'Big Brother Brother' passou por apuros na vida real recentemente. Ele foi fazer exames de rotina no hospital Sírio Libanês e acabou descobrindo um problema no coração. O jornalista precisou passar por um procedimento cirúrgico e foi internado. Segundo informações de bastidores, ele está muito bem e continua sendo o nome tido como principal para estrear no lugar de Jô Soares no ano que vem. 

As estranhezas nas histórias entre a vida real e a dramaturgia não não uma novidade.

Publicidade

Muitas vezes tudo acaba se confundindo. Nada causou mais comoção neste ano como a morte do ator Domingos Montagner, que faleceu no último dia 15 afogado nas águas do Rio São Francisco. O rio dá nome à novela em que Domingos é protagonista, 'Velho Chico'. O profissional da dramaturgia interpretava 'Santo' na novela assinada por Benedito Ruy Barbosa. Na história, ele chega a sofrer um atentado, mas depois acaba sendo levado pelo rio até aos índios, que em rituais o "ressuscitam". #Pedro Bial