A personagem Mônica da novela do #SBT "#A Gata" parece ser uma pessoa controversa mesmo. Isso porque após procurar Esmeralda em sua casa afim de declarar que não tinha ressentimentos pela ex-catadora e que ela e Paulo se amam e devem ficar juntos, e mesmo após isso provocar o casal em sua festa de noivado, agora a moça vai declarar guerra formalmente a sua rival.

Tudo começa quando as duas se encontram por acaso em frente à casa do rapaz. Ao ver Esmeralda, Mônica a provoca perguntando a que se deve a cara triste de sua rival sendo que está tudo certo entre ela e seu amado. Esmeralda, por sua vez, pergunta se a patricinha não sabe mesmo que eles não se acertaram de fato, e Mônica retruca dizendo que não esqueceu tudo o que aconteceu na festa de compromisso.

Publicidade
Publicidade

Sem perder tempo, Esmeralda joga na cara de sua rival que foi na mesma festa em que ela passou o tempo todo flertando com Paulo e até chegou a beijá-lo. Após isso, Mônica dispara que está cada vez mais convencida que Esmeralda deixa Paulo mal e, depois que Esmeralda afirma que Mônica segue amando Paulo, a moça não nega e adverte que, caso o rapaz lhe dê uma nova oportunidade, lutará pelo amor do mesmo.

Esmeralda responde que Paulo e ela se amam e ele não a escolheria. Após Mônica dizer que é isso que elas verão, Esmeralda vai embora.

Mas a troca de farpas e acusações não acabam por aí. Ao entrar, Mônica conversa brevemente com Paulo e o beija. Neste momento, Esmeralda vê tudo de sua casa e, louca de ciúmes, grita que assim que o rapaz demonstra o quanto se preocupa com a doença de seu pai e também diz que Paulo pretende ficar com as duas.

Publicidade

A moça arremata dizendo que facilitará tudo para o rapaz e que ele pode se esquecer dela pois ela sim, ao contrário de outras, tem dignidade.

Com bastante raiva, Paulo grita de volta dizendo que quem sabe assim seja melhor porque ele e a ex-catadora nunca poderão ser felizes juntos e que o amor deles está amaldiçoado.

Esmeralda, furiosa, o, manda se calar e que não permite que seu amado fala assim do amor que ela sente por ele e que, do amor deles, nasceram as duas maiores bênçãos.

Desesperado, Paulo então pergunta o que ela quer que ele faça e, irônica, Esmeralda responde que não sabe pois está claro que é pedir demais que ele seja homem.

Paulo então responde que, cada vez que ele tenta arrumar as coisas entre eles, algo acontece e diz que seu pai agora está em uma cadeira de rodas por culpa da festa que Silencioso organizou.

Magoada, Esmeralda diz que pensou mesmo que ele queria se comprometer com ela. Quando Mônica enfim se mete e diz para entrarem, Esmeralda explode e diz para Paulo ouvi-la porque, afinal, ele gosta de mulheres sem dignidade e esse é o tipo de mulher que ele gosta.

Dizendo que jamais será uma mulher sem dignidade, Esmeralda grita para que Paulo a esqueça para sempre. #Novelas