#Anitta não é apenas uma jovem cantora. Ela vem quebrando paradigmas impostos pela sociedade, em que meninas da favela podem ser o que elas quiserem. 

Estudos

Anitta sempre acreditou que, para se chegar a algum lugar deve-se, primeiro, estudar, e mesmo com todas as dificuldades vividas em Honório Gurgel (subúrbio do Rio de Janeiro), a cantora formou-se em Administração e quase foi concursada para trabalhar na empresa Vale do Rio Doce. 

Em todas as entrevistas, a cantora frisa o valor dos estudos, e afirma que não estaria onde está se não fosse a sua dedicação em aprender. O curso de Administração teve mais serventia quando a cantora começou a conduzir o seu trabalho em 2015.

Publicidade
Publicidade

Mulher, funkeira e dona de si

O preconceito que as mulheres do Brasil sofrem, só pelo fato de serem mulheres, está sendo derrubado. Quando uma menina de favela sai do funk para se tornar a maior cantora do Brasil na atualidade, mostra que o seu talento vai além das danças sensuais.

Anitta, para felicidade dos fãns e o desespero dos haters, está a cada dia mais no topo das paradas. Ela foi capaz de abrir mão de um empresário, para gerir sua carreira sozinha. E mostrou todo poder feminino ao se tornar a primeira cantora brasileira a ganhar o EMA (MTV Europe Music Awards) e a primeira artista a bater 100 milhões de visualizações em clipe no YouTube Br, além de quebrar recordes a cada clipe lançado.

O seu último clipe " Sim ou Não", com a participação do cantor colombiano Maluma, tem quase 80 milhões de visualizações em 3 meses no ar. 

Polêmicas

A cantora, diariamente, sofre uma série de ataques nas redes sociais, tanto pelas roupas usadas, plásticas e relacionamentos.

Publicidade

É vitima de uma sociedade machista e contraditória, que exalta as "divas internacionais", mas colocam-na como vulgar por ter vindo do funk. Saiu da favela, conquistou o Brasil, e está a um passo para iniciar a sua carreira internacional.

O Brasil é um dos países mais ricos em cultura do mundo, mas é valorizado de acordo a necessidade de cada um. Se não te agrada, respeite! #MaiorArtista