O autor Benedito Ruy Barbosa passou por um ano complicado em 2016. Ele assinou a novela 'Velho Chico', que terminou com uma grande tragédia, a morte do ator #Domingos Montagner, que fazia o 'Santo' no folhetim.  Ele faleceu afogado no Rio São Francisco, que deu título à história. Benedito estava desde o ano de 2015 tentando emplacar um projeto polêmico, mais até do que 'Velho Chico', que tinha mesclado em seu enredo lendas e religiões do Nordeste. O objetivo dele era fazer um folhetim baseado na vida de Jesus Cristo. A novela tinha o nome provisório de 'E de Ele Voltar'. No entanto, a Rede Globo de Televisão, após analisar a sinopse, preferiu não colocar a história no ar.

Publicidade
Publicidade

'Velho Chico' já tinha sido rejeitada pelo canal, que segurou a sinopse, até a decisão de exibir-la no horário das seis horas. De última hora, já com problemas graves de Ibope na faixa nobre e sob a aprovação do diretor de dramaturgia do canal, Silvio de Abreu, o folhetim foi elevado para as 21 horas. De acordo com informações do site 'Natelinha', em reportagem publicada nesta quinta-feira, 27, apesar da Globo rejeitar a nova novela polêmica de Benedito, ele deve transformá-la em filme. O autor é conhecido por acreditar muito em seus projetos. Um bom exemplo é 'Pantanal', rejeitada pela Globo e pelo SBT, mas que acabou sendo vendida para a TV Manchete e foi um dos grandes sucessos da década de 1990. 

A pré-produção de 'E se Ele Voltar' já começou. O roteiro é assinado, assim como em 'Velho Chico', pelo neto do escritor, Marcos Barbosa de Bernardo.

Publicidade

A pré-produção está a cargo da filha do autor, Edilene Barbosa, como mostra uma reportagem do jornal carioca Extra. A ideia de Benedito era ter poucos personagens na novela sobre Jesus. O enrendo teria cerca de 40 pessoas, que ficam à espera da volta de Cristo à terra. Apesar de referências da bíblia, a história não seria bíblica já que não contaria um fato descrito no livro sagrado. Até mesmo a participação de nazistas no Brasil seria relatada e tudo se passa no tempo presente e não no passado, como na bíblia. 

A proposta de Benedito à Globo acontecei em um momento em que a TV Record batia recordes com 'Os Dez Mandamentos'.  #Jesus Cristo