A vida da fama tem muito glamour, mas também muitas histórias tristes ou obscuras. A atriz Solange Couto, por exemplo, que fez recentemente parte da 'Dança dos Famosos' do Faustão e a inesquecível personagem 'Dona Jura', em 'O Clone', passa por um drama familiar há quatro anos, quando descobriu que a própria filha, Morena Mariah, hoje com vinte e cinco anos, foi estuprada duas vezes. O primeiro abuso aconteceu quando ela tinha onze anos. O segundo teria sido efetuado pelo então namorado. Na primeira ocasião, quem estuprou a moça foi um familiar dela. Ela tinha, na época, onze anos. Solange tinha saído para trabalhar quando tudo aconteceu. 

As revelações foram feitas em uma entrevista publicada nesta sexta-feira, 28, pelo jornal carioca 'Extra'.

Publicidade
Publicidade

A jovem disse que na ocasião sua mãe trabalhava em outro estado. Por conta de ficar muito tempo fora de casa, ela precisou de ajuda nos momentos ausentes. O nome do abusador não foi revelado, mas Morena disse que esse morava na sua casa. "As pessoas acreditam que estupro só acontece na rua, com um estranho que se aproxima numa rua escura. E não é assim", disse ela. 

De acordo com Solange, nada pode ser feito em relação ao caso porque ele só foi revelado anos depois. Tudo sem provas. Além disso, a filha da atriz, segundo ela, não quis fazer nenhuma denúncia por ter medo. O segundo abuso teria acontecido pelas mãos do então namorado de Morena. Ela revelou que depois que bebeu muito, o garoto se aproximou disso para fazer sexo. Isso, pela nossa legislação, é considerado estupro. 

A garota disse que demorou muitos anos para falar sobre isso.

Publicidade

Segundo ela, o garoto chegou a fazer piada sobre o assunto, na época. O caso agora está sendo usado de alerta pela atriz, afim de que outras mulheres, que sofrem situações parecidas, tenham coragem de denunciar. Ficar calada, de acordo com as duas, não é o melhor a se fazer. 

A revelação chocou muitas pessoas, que apoiaram Morena e Solange nas redes sociais. "Que Deus te conforte muito", disse um internauta.  #Crime