Marcelo Adnet não tem muita sorte quando se trata de projetos na #Rede Globo. O fenômeno da MTV, entre 2008 e 2012, só conseguiu emplacar na emissora carioca o humorístico Tá no Ar. 

Desta vez, o humorista sofre com a rejeição de seu novo programa, #Adnight, que tem baixos índices de audiência. O último episódio da primeira temporada vai ao ar no dia primeiro de dezembro.

O projeto foi apresentado como um talk show, depois mudou para um late show, denominação utilizada nos EUA para os programas de entrevista que vão ao ar no final da noite.

Em janeiro deste ano, o ex-VJ disse em entrevista ao jornal Folha de São Paulo que o seu programa tem as características de um talk show (banda, cenário, sofá, um convidado), mas tem também um pouco da cara do marido da também humorista Dani Calabresa.

Publicidade
Publicidade

Em agosto, o programa estreou e o público percebeu a semelhança com outro programa da casa, o Vídeo Show, no período em que o jornalista Zeca Camargo era o apresentador, e que recebia um artista da emissora num auditório, com brincadeiras e testes.

 Adnight recebeu, em um pouco mais de dois meses,  os seguintes convidados, todos empregados da Globo: Galvão Bueno, Cauã Reymond, Mariana Ximenes, Alexandre Nero, Bruna Marquezine, Mateus Solano, Leandro Hassum e Deborah Secco.

As brincadeiras eram adaptadas ao artista que estava no sofá, mas o roteiro engessado prejudicou Marcelo e não deu nenhuma brecha para as improvisações, que é a especialidade do humorista carioca. Com isso, Adnet deu a impressão de estar totalmente perdido diante dos convidados e dos telespectadores, preso a um roteiro e sem espaço para o seu talento aparecer.

Publicidade

Com a audiência em baixa, Adnight chegou a ser incomodado pelo Programa do Porchat, da Rede Record, e até pela tradicional A Praça é Nossa, do SBT. Este fato não agradou a direção da emissora carioca que, por enquanto, não sabe se vai autorizar uma segunda temporada.

Tudo indica que, se não passar por uma grande reformulação, o programa do humorista pode não voltar em 2017. #Marcelo Adnet