Aviso aos leitores e fãs: se você ainda não assistiu ao episódio de estréia de TWD, é melhor voltar mais tarde, pois esta matéria contém revelações sobre a série. Logo após a estréia do primeiro episódio da 7º temporada de #The Walking Dead os atores de um dos #Seriados mais assistidos da atualidade se reuniram para mais uma edição do Talking Dead, um talk show apresentado por Chris Hardwick que vai ao ar pela AMC.

Durante o programa, todos lamentaram muito a morte de dois personagens muito queridos. Uma delas foi a morte de Glenn, que deixou a série na mesma forma como deixa a HQ, brutalmente assassinado por Negan. O outro personagem a morrer foi o soldado Abraham, que também sentiu na pele o peso do bastão de beisebol do vilão.

Publicidade
Publicidade

Durante o programa de #Televisão Talking Dead, o ator Michael Cudlitz, o homem por trás Abraham, falou sobre o final trágico de seu personagem, que também foi vítima de Negan. Na história em quadrinhos morre de maneira diferente, ao ser atingido por uma flecha de Dwight enquanto caminhava e conversasa com Eugene sobre Rosita. Aliás, a morte de Denise na série foi muito semelhante a que Abraham teve nos quadrinhos.

Michael Cudlitz comenta a morte de Abraham

Durante o talk show, Michael Cudlitz disse que os fãs que também seguem a HQ de The Walking Dead já sabiam que os dias de Abraham já estavam contados. "Denise morreu em seu lugar graciosamente, graciosamente, dois episódios antes. Então, eu acho que até este ponto eu já sabia que ele havia ido muito além de onde ele estava na Grafic Novel”, comentou.

Publicidade

O ator também deu a entender que esta nova forma que seu personagem morreu foi a maneira encontrada por Kirkman para garantir mais honra a Abraham, pois o autor dos quadrinhos já havia declarado em vezes anteriores que não gostou do final que deu ao soldado. “Kirkman sempre disse que ele não estava feliz com a forma como Abraham foi levado (morto) na graphic novel (...) Eu estava curioso para ver como seria esse novo final". O ator também revelou que ficou orgulhoso de como Abraham se comportou. “Ele deixou muito claro para Negan que, se ele (Negan) estava indo pegar alguém, então ‘me leve, se isso vai ajudar a proteger o resto do grupo”

Michael também comentou as ultimas palavras ditas por seu personagem antes de morrer, que foram "chupe meu pau". Para ele, o soldado morreu com honra, de cabeça erguida e sem medo, até o fim. "Eu achei incrível! Eu achei que foi muito, muito apropriado para ele deixar o programa dessa maneira", comentou.

E você, o que achou da morte de Abraham?