Daqui três semanas acontece mais uma edição do #Teleton, maratona televisiva que une a rede da amizade para angariar fundos para a AACD (Associação de Assistência à Criança Deficiente). Até o momento, a notícia que ronda dos bastidores do SBT é que a cantora baiana, Ivete Sangalo, presente em quase todas as edições da maratona, não foi liberada pela TV Globo para ir na emissora concorrente.

Por conta disso, o SBT deve investir mais em seus contratados para se revezarem na apresentação do programa, como a madrinha do Teleton, Eliana, a filha de Silvio, Patrícia Abravanel e a queridinha da emissora, Larissa Manoela. Lari, inclusive, é a possível substituta de Ivete.

Publicidade
Publicidade

Entretanto, vale salientar que no ano passado, Ivete já tinha vínculos com a TV Globo e também surgiram boatos de que ela não participaria do Teleton, mas de última hora a emissora liberou Ivete, que dominou o palco da maratona.

O programa, que ficará pouco mais de 24 horas no ar, contará com voluntários, empresários e artistas de diferentes seguimentos e emissoras. Por regra, o SBT não deve anunciar com antecedência os apresentadores das concorrentes que participarão, entretanto, muitos deles já são ‘figurinhas carimbadas’ que muita gente já conhece, como Ronnie Von, da TV Gazeta. A TV Record poderá liberar Gugu e Rodrigo Faro para apresentar o programa. No ano passado, a emissora permitiu que Xuxa estivesse na maratona.

O que esperar do Teleton

Além de um show de talentos com cantores de diferentes estilos no palco, a programação também promete muitas emoções.

Publicidade

Pelas redes sociais, a AACD já divulga os bastidores da 19ª edição do programa que salvou a associação da falência e pôde expandir para vários estados o tratamento gratuito para portadores de deficiência física.

A associação não possui fins lucrativos e é a maior da América Latina, não possuindo nenhum com sua estrutura, mesmo na iniciativa privada. Para se manter durante todo o ano, a rede de hospitais depende da venda de produtos com a marca AACD, como quadros pintados pelos pacientes, cartões e bonecos, bem como doações de pacientes que possuem poder aquisitivo privilegiado e do Teleton, de onde vem sua maior renda anual.

Com o dinheiro são mantidos diversos hospitais que atendem milhares de pessoas diariamente, inclusive com a realização de cirurgias complexas. Ano passado, por conta da crise, duas unidades em São Paulo, precisaram ser fechadas e os pacientes foram remanejados para unidades mais distantes de suas residências. #Entretenimento #Televisão