Laura Cardoso, que atualmente se encontra afastada das gravações da novela ‘#Sol Nascente’, da rede Globo de TV, por causa de uma infecção urinária, teve um desentendimento com uma das suas diretoras e deu bronca em sua chefa no mesmo momento que ela foi cortada pela direção. A atriz afirmou que estava fazendo uma cena tranquilamente e com bastante empenho quando, de acordo com ela, sem supostamente nenhum motivo aparente, a sua diretora simplesmente ‘cortou’ a cena. Nesse momento, Laura não suportou ficar em silêncio e passou a detonar a mulher.

“Eu que estou inteira aqui. Você não pode me cortar para fazer um close da bonitinha.

Publicidade
Publicidade

Eu sou importante. Deixa eu terminar.”, detonou Laura, incomodada porque naquele momento a sua diretora teria resolvido ‘cortá-la’ e dado mais atenção a outra atriz mais jovem. A atriz, que atualmente tem 89 anos e 70 de carreira, disse que apesar de já estar com a idade avançada, não ficaria em silêncio em presenciar uma diretora dar mais atenção à outra atriz só pelo fato de ela ser mais jovem. Segundo Laura, o que importa no trabalho é fazer a ‘coisa’ bem feita e com profissionalismo.

“Eu sou feia, mas estou inteira aqui”, detonou a atriz idosa. Laura conta que já tem mais de 120 trabalhos na TV, no teatro e também no cinema. Além disso, a atriz lembrou que foi uma das primeiras mulheres a trabalharem em radionovelas no Brasil, pois ela começou quando ainda era menor de idade, com apenas 16 anos.

Publicidade

A respeito de seu relacionamento amoroso durante a vida, Laura conta que vê como algo normal a questão de o seu marido, Fernando Baleroni, ter ‘olhado’ para outras mulheres mesmo estando casado com ela. Segundo a artista, ela mesma já ‘olhou’ para outros homens quando era mais jovem e estava ao lado do seu marido. “Eu não digo que durante o caminho ele não tenha olhado para outra mulher.”, afirma a artista, explicando que ela também já olhou para outros homens. Segundo Laura, isso é algo natural nos seres humanos e é muito bom. A artista acabou seu comentário explicando que esse tipo de situação sempre acontece ao longo da vida, no entanto, o que importa é preservar o companheirismo e a amizade.