O cantor Mariano, da dupla com o Munhoz, sofreu um grave acidente ao participar do "Saltibum", quadro do programa "Caldeirão do Huck". O sertanejo bateu a cabeça no trampolim e teve que ser hospitalizado imediatamente, ficando por vários dias na UTI. Alguém, aproveitando a situação do cantor, se passou por um médico e entrou em contato com a produção do programa e avisou que tinha sido descoberto uma "leucemia viral". O falso médico informou então que, como o plano de saúde do Mariano não cobria um medicamento que precisaria ser usado urgentemente, seria preciso depositar um valor para a compra da substância.

De acordo com o colunista Léo Dias, o golpe foi facilmente aplicado porque todos estavam muito preocupados com a saúde do cantor e queriam vê-lo bom logo, fazendo o que for necessário.

Publicidade
Publicidade

O depósito para o falso médico, identificado como Dr. Paulo Castro, deveria ser no valor de R$ 9.800,00. A equipe passou para o médico o número do telefone do empresário do sertanejo e logo ele recebeu o telefonema, informando sobre a necessidade da compra do medicamento. Imediatamente foi providenciada a transferência do dinheiro, conforme instruído.

Só que depois o golpe foi descoberto, porque o hospital não estava sabendo de nada. O empresário do cantor deveria ter entrado em contato com o hospital para saber do que se tratava, obter maiores informações, mas ele estava tão preocupado com o Mariano, que já foi logo depositando o dinheiro, para não haver nenhum atraso no tratamento do paciente.

O hospital já divulgou um comunicado pedindo a todos os familiares de pacientes internados que tomem muito cuidado.

Publicidade

O comunicado informa que esse não é um caso isolado e que são muitos os hospitais que estão enfrentando o mesmo tipo de problema, pois uma quadrilha especializada em dar golpes em parentes de pessoas internadas está atuando na região, é o chamado "Golpe do Medicamento".

Para a polícia, o problema maior é que as ligações são realizadas através de telefones não rastreáveis e, com isso, fica praticamente impossível chegar ao verdadeiro culpado. O hospital pede para que todo familiar de paciente hospitalizado, quando receber um telefonema dessa natureza, entre em contato com o hospital primeiro, para se informar a respeito do valor que está sendo solicitado.

Mariano tem um cisto no cérebro, um tumor benigno, desde os 12 anos de idade. Quando ele bateu a cabeça, o líquido acabou se rompendo e por isso ele precisou ir para a UTI e passar por uma série de exames. #Polêmica #Famosos #Casos de polícia