Geraldo Luis vive momentos de muita pressão e ansiedade em função do que vem acontecendo nos últimos dias. Disposta a brigar para valer pelo segundo lugar nos dias da semana, a #Record projetou uma nova programação para 2017. A estratégia da emissora é marcar território em horários, hoje, dominados pelo SBT, como é o caso da grade diária no horário nobre onde o apresentador Ratinho leva a melhor, ficando, muitas vezes, isolado em segundo lugar.

A emissora de Edir Macedo cogitou transferir Xuxa para as tardes de sábado e Gugu Liberato para os domingos, no comando do “Domingo Show”, horário esse que já é dono da vice-liderança e, muitas vezes, batendo até a Globo, como aconteceu no último domingo, quando venceu a “Escolhinha do Professor Raimundo”por cerca de 20 minutos.

Publicidade
Publicidade

Na nova grade, #Geraldo Luís deixaria os domingos e apresentaria um programa diário nas noites da Record batendo de frente com Ratinho. Embora não tenha afirmado publicamente, o apresentador está hesitando em aceitar assumir essa responsabilidade por diversos motivos, como sua saúde, por exemplo, conforme informou o colunista Daniel Castro, do UOL.  Segundo ele, Geraldo Luis estaria balançado quanto a aceitar apresentar um programa diário porque sua prioridade é a saúde, que não está 100%, pois é diabético e estaria com medo de ficar doente, já que a pressão seria grande porque teria que se preocupar em produzir conteúdo e ainda com a audiência.

Uma afirmação feita a amigos mais próximos mostra, inclusive, o medo do apresentador de morrer trabalhando, se tiver que mudar sua rotina drasticamente.

Publicidade

Esse medo transpareceu quando ele disse a alguns amigos que “o apresentador Flavio Cavalcanti morreu ao vivo”.

Para relembrar, Flávio Cavalcante foi um dos maiores apresentadores da #Televisão nos aos 70 e 80, na extinta Tupi e no SBT. Ele morreu no ano de 1986, aos 63 anos de idade, quatro dias depois de sofrer um infarto durante o intervalo comercial do programa que comandava diariamente nas noites do SBT.

Geraldo Luis não poderá recusar pedido da Record

Apesar da recusa, Geraldo Luis não poderá fugir da raia. Segundo reza o contrato assinado com a emissora, o apresentador não pode recusar ou escolher dia e horário de seus programas. Isso seria definido pela direção da Record. A informação foi divulgada com exclusividade pelo colunista do UOL, Ricardo Feltrin, dias atrás. Dessa forma, ele estaria amarrado com a emissora que não deverá abrir mão de alterar sua grade em 2017 e transferi-lo para os dias da semana.

Aos 45 anos, Geraldo Luis vive uma vida relativamente tranquila dentro do que é considerado possível quando se apresenta um programa apenas aos domingos. Ele cuida sozinho de um filho de 15 anos e se dedica ao “Domingo Show”, programa que, segundo ele, aprendeu a amar e seria dolorido ter que deixar a atração, principalmente com a grande audiência que se conquistou.