Neste sábado, 01, voltou a circular um vídeo polêmico e antigo de um programa religioso da TV Record. As imagens mostram uma pessoa possuída supostamente por um "satanás maligno" e dizendo que atuava justamente na maior concorrente da Record, a #Rede Globo. Existem vários vídeos que mostram trechos desse programa polêmico, que é uma produção da Igreja Universal do Reino de Deus. No entanto, o mais antigo publicado no Youtube é do ano de 2012. Realmente, não deve ser nada fácil ligar a televisão na madrugada e, de repente, acabar se deparando com uma mulher que se diz o próprio demônio. 

Ela diz que além de ter saído das trevas estava atuando no maior canal de televisão do país, a Globo.

Publicidade
Publicidade

Não para por aí, o pastor que conduz o programa diz que uma das formas de expulsar satanás e parando de assistir a concorrente. Será que o canal da família Marinho gostou das alegações? "Põe a mão para trás, de joelhos, dobre o joelhos, vamos, aqui e agora em nosso do nosso senhor Jesus", diz o religioso ao vivo enquanto diz que está tentando tirar o diabo do corpo  da convidada do programa. A fiel não teve o seu nome identificado. O vídeo mais antigo sobre o caso mostra que a "sessão do descarrego" foi longa, durando mais de quinze minutos. 

Boa parte do que foi exibido teve a tela embaçada. Tudo para tentar fazer com que os telespectadores se sentissem menos chocado com tudo o que acontecia. Enquanto isso, a mulher faz uma performance convincente. Ela se joga no chão, bate o corpo e faz até símbolos satânicos.

Publicidade

O religioso então questiona quem seriam os chefes do diabo no Brasil. A mulher então diz com certeza que o coisa ruim está na outra emissora, no caso, a TV Globo mesmo. "Está tudo por baixo dos panos e eu não deixo serem revelados", contou o suposto "Satanás ao vivo. 

A mulher ainda diz que na concorrência o pessoal adora o demônio e que, por isso,  ela estava fazendo a festa. O pastor então pede que não vejam mais a Globo. 

Veja abaixo o vídeo original com o culto exibido ao vivo na TV Record e que repercutiu novamente:

#Religião #Rede Record