A atriz Regina Duarte retornou às novelas em 'A Lei do Amor', folhetim das nove horas da Rede Globo de Televisão. Na novela, que substituiu 'Velho Chico' no horário nobre, a eterna "namoradinha do Brasil" dá vida à Suzana, uma mulher que ficou marcada por enganar um rapaz e acabar com o relacionamento amoroso dele. Nesta sexta-feira, 07, a profissional da dramaturgia esteve no 'Programa do Jô' para falar sobre a nova personagem. No entanto, acabou sendo uma revelação feita pela atriz o que rendeu na imprensa. Jô ficou de boca aberta ao ouvir da veterana que durante a adolescência dela, um dos seus maiores sonhos era ser homem. 

De acordo com a atriz, sua infância e adolescência foram cheios de fatos inusitados.

Publicidade
Publicidade

Ela contou, por exemplo, que fugir de casa o tempo todo e que seus pais já sabiam que se a porta ficasse aberta, ela sairia mundo afora. A personalidade forte já mostrava que ela tinha o talento de atuar. Jô então tentou entender porque Regina queria muito ser homem. Será alguma condição de gênero? Duarte explicou que todo mundo tem os dois lados, mas que acredita que o que a motivou sonhar em ser homem era a época, quando as mulheres não tinham as mesmas oportunidades. Uma das atrizes que mais fez novelas na Rede Globo de Televisão argumentou que os homens tem todo o direito de serem livres. 

Um dos momentos em que sua família percebeu que ela tinha talento forte para a atuação foi quando ela esteve em uma estação de trem com um tio. Com fome e sem dinheiro para comprar nada, ainda como garotinha, Regina avistou um vendedor de bananas e deu um jeito de tentar conquistar ele.

Publicidade

A menina começou a declamar o poema "batatinha quando nasce". Como deu certo, ela logo percebeu que poderia conquistar outras pessoas no local e a partir daí começou a se montar uma multidão em torno dela. O tio, ao ver tudo, ficou muito espantado.

Regina é uma das atrizes mais admiradas e amadas do país, mas seu envolvimento político com algumas causas a fez ficar marcada também por muitas polêmicas.  #Famosos