Os noveleiros de plantão devem se lembrar do sucesso estrondoso da novela A Viagem, escrita por Ivani Ribeiro e exibida, pela primeira vez em 1975, e tendo um remake, em1994, que conquistou a população brasileira. O personagem Alexandre, interpretado pelo ator #Guilherme Fontesdeu o que falar na época. Após 22 anos, o ator resolveu reencarnar o personagem, para delírio dos fãs da novela. Fontes gravou um vídeo para a página do Facebook “Conselhos do Alexandre”, nesta quarta-feira, 19. A fanpage faz uma homenagem bem humorada ao personagem. 

Assista ao vídeo compartilhado pela página “Conselhos do Alexandre”

Não é a primeira vez que o ator “ressuscita” Alexandre, mesmo que seja por alguns minutos.

Publicidade
Publicidade

Em fevereiro deste ano, Guilherme interpretou o personagem em um vídeo, para divulgar o seu filme, Chatô, para o Netflix. Este filme demorou mais de 20 anos para ser visto, pois Fontes se envolveu em um grande escândalo de mau uso de verbas públicas destinadas ao cinema e à cultura. O filme só foi concluído no ano passado. Em “A Viagem”, Alexandre Veloso era um bad boy que foi preso e cometeu o suicídio na prisão. O seu espírito passou a infernizar a vida de todos os personagens aos quais ele jurou vingança na cadeia, pois ele acreditava que eles eram responsáveis pelo seu destino.

A Viagem foi um sucesso de público e crítica

Uma novela com o enredo simples e, ao mesmo tempo, polêmico, conquistou o Brasil, em 1994. No elenco, atores e atrizes consagrados como Christiane Torloni, Antônio Fagundes, Maurício Mattar, Suzy Rêgo, Miguel Falabella, Lucinha Lins, Laura Cardoso, Jonas Bloch, Thaís de Campos, Guilherme Fontes e Andréa Beltrão nos papéis principais da trama.

Publicidade

O pano de fundo para a história era o espiritismo e a doutrina espírita. Dentre as curiosidades da atração, foi uma pequena participação de Chico Xavier na produção da novela.  De início, Ivani queria adaptar um livro do médium, mas Chico, na época, sugeriu à autora uma história que abordasse a vida após a morte.  Esta foi a última novela da autora, que faleceu em julho de 1995, aos 79 anos. #Novelas #Rede Globo