Ao contrário do que se poderia prever, a Globo vai mesmo transmitir as cenas sexuais envolvendo #Bruna Marquezine no novo seriado “Nada será como antes”, depois de uma delas já ter sido vazada na semana passada. Tal como informa o site da “Globo”, os responsáveis pelo seriado decidiram avançar com a transmissão de todas as cenas que estavam inicialmente planejadas, ignorando assim os alegados pedidos de Bruna Marquezine para não passar certas cenas íntimas que, segundo a sua opinião, ficaram vulgares.

Depois de ter garantido publicamente que tinha aceitado o seu papel no seriado “Nada será como antes” por representar o maior desafio na sua ainda curta carreira, a verdade é que Bruna pode estar um pouco arrependida do que aceitou fazer, sobretudo por causa das cenas sexuais que teve com Daniel de Oliveira.

Publicidade
Publicidade

Em uma enorme reviravolta, e depois da Globo ter garantido que a cena vazada não era para ter se tornado pública, a emissora decidiu, mesmo assim, transmitir as cenas quentes, não aceitando o pedido que a sua atriz teria feito aos responsáveis. Como garante o site da “Globo”, as cenas serão transmitidas amanhã, dia 11 de outubro, e prometem polêmicas, visto que a jovem atriz também dará um beijo homossexual na personagem de Letícia Collin durante a trama.

Apesar do enorme impacto que o vazamento e esse papel naturalmente teve na sua vida pessoal e profissional, a verdade é que Bruna Marquezine já comentou sobre o assunto de uma forma muito tranquila, garantindo que ficou triste pelas pessoas se focarem apenas nas cenas íntimas. Fugindo um pouco das polêmicas, Bruna revelou que recentemente comprou um apartamento, com seu dinheiro, tendo o objetivo de sair de casa dos seus pais, ajudando assim no seu processo de amadurecimento.

Publicidade

Nas redes sociais, muitos brasileiros, sobretudo seguidores da atriz, garantem estar revoltados por a Globo ter ignorado os alegados pedidos de Bruna para não transmitirem cenas sexuais que ela não parece estar muito confortável que sejam tornadas públicas. #Rede Globo