Noah Schnapp, intérprete de Will Byers, em '#stranger things', da Netflix, optou por falar abertamente sobre os inconvenientes e insistentes boatos que envolvem a opção sexual de seu personagem. No último domingo, 16 de outubro, o ator postou em seu Instagram oficial uma imagem congelada de um comentário sugerindo a homossexualidade na série. Mesmo tão novo, o pequeno se mostrou muito mais maduro que muita gente de idade, confira:

Há algum tempo eu tenho lido coisas como essa", começou Noah. "Eu acredito que as pessoas perderam o foco da questão. Gary Schmidt, um autor, esteve na nossa escola na última semana e afirmou que as boas histórias não precisa entregar-lhes respostas, afinal, você jamais irá questionar a si mesmo e deverá esquecer o assunto. Uma boa série, um bom filme, um bom livro deixa inúmeras perguntas não solucionadas, mas aquelas que te fazem pensar, refletir, algo que vocês têm feito [graças a Stranger Things]".

Publicidade
Publicidade

Noah Schnapp ainda afirmou que a questão de Will ser ou não gay, não tem a menor importância, mas ele quer que a #Netflix mantenha ao menos este mistério sem respostas.

"Stranger Things é um seriado a respeito de um grupo de crianças que não se entrosam e acabam achando uns aos outros justamente porque são diferentes, porque sofreram bullying. Será que ser solitário, ou sentimental, ou um adolescente amante de fotografia, ou ainda uma garota ruiva e óculos grandes, te torna gay?", indagou Noah, sabiamente. "Eu tenho somente 12 anos de idade, mas eu acredito que cada um de nós sabe como é ser e se sentir diferente. E é por essa razão que eu imagino que os Duffer roteirizaram essa série da maneira que o fizeram, para que vocês tenham a oportunidade de encarar todos esses questionamentos. Ah propósito, eu espero que a resposta verdadeira - sobre a opção sexual de Will - jamais seja definida", concluiu.

Publicidade

Graças a Stranger Things, a Netflix tem vivido uma fase literalmente mágica. A plataforma de streaming registrou um recorde em relação a novos assinantes e receita. Em conjunto com a segunda temporada de 'Narcos', a empresa foi alavancada, gerando aproximadamente US$ 2,15 bilhões, cerca de 36% a mais que a mesma época do ano anterior. O último trimeste, desde o lançamento de ST, um total de 3,6 milhões de telespectadores contrataram o serviço, e a estimativa era de 2,3 milhões. #Homofobia