Nesta semana, a apresentadora #Fátima Bernardes recebeu uma especialista em tarô em seu programa. Através das cartas, a convidada diz por ver o futuro. No ar, a comunicadora evitou puxar qualquer carta do baralho de vidência. No entanto, em um intervalo comercial, de acordo com fontes da Globo, Fátima teria puxado uma carta, que indicaria que ela voltaria para o grande amor de sua vida. A revelação não deixou a apresentadora muito forte. Bernardes não ficou calada e disse: "esse baralho dele estar quebrado". A Globo não confirma o fato mencionado pelas fontes, nem que Fátima tenha dito tal frase. 

No entanto, já no ar, Fátima disse que quer fazer algo muito importante em sua vida antes de morrer.

Publicidade
Publicidade

Ela revelou que quer viajar sem pressa, nem hora para voltar para casa. Durante o casamento com #William Bonner, a vida da comunicadora foi calcada em muito trabalho. Além do 'Jornal Nacional', a apresentadora do 'Encontro' participou de importantes coberturas jornalísticas no Brasil e no mundo, como a Copa do mundo de 2002, quando a seleção brasileira de futebol ganhou o seu título mais recente. 

Em agosto, Fátima e Bonner decidiram contar o que já era dito nos bastidores da imprensa, que os dois não estariam mais juntos. O anúncio foi feito através das redes sociais. Na mensagem, os comunicadores disseram que continuavam a ser amigos, mas que a partir daquele momento não estavam mais casados. Eles são pais de trigêmeos. Vinicius, de 18 anos, teria sido o filho que teve mais dificuldade em aceitar a separação. 

Coincidentemente ou não, Bonner e Fátima serão obrigados a se encontrar na vinheta de final de ano da TV Globo.

Publicidade

Eles foram convocados através de mensagens de celular. Cada um deles terá que levar uma pessoa com mais de 18 anos. Possivelmente, William e Bernardes devem carregar os filhos para a gravação tradicional. Só não se sabe ainda se eles vão precisar interagir nas filmagens. No entanto, como sabemos, nesse tipo de vinheta, até famosos de departamentos diferentes são obrigados a se encontrarem.