Desde o dia 7 de setembro, o clássico "A Usurpadora" vem sendo reprisado pela emissora paulista #SBT. Mas o fato do folhetim estar sendo transmitido apenas para estados que possuem horário de verão e para o sinal da parabólica, vinha causando verdadeira revolta em muitos fãs assíduos da saga das irmãs Paola e Paulina.

Mas quem se via incluso nesse meio, pode se alegrar desde já. Isso porque, devido às ordens diretas do próprio Silvo Santos, a partir de segunda-feira, dia 21 de novembro, a trama passará, finalmente, a ser exibida para todo o país.

Do mesmo jeito que aconteceu esse ano com a trama "A Mentira", agora é a vez da trama protagonizada por Gabriela Spanic e Fernando Colunga, passar das 13 horas para às 15h15.

Publicidade
Publicidade

Com isso, o programa "Fofocando", apresentado pelo quarteto Leão Lobo, Mama Bruscheta, Mara Maravilha e Dudu Camargo, passa para o horário local, perdendo, assim, bastante visibilidade.

Silvio Santos também ordenou outras coisas além disso. Ao chegar para a gravação de seus programas no complexo Anhanguera, na manhã desta sexta-feira, o dono da emissora determinou que o jornal "Primeiro Impacto" seja veiculado das 6 horas da manhã às 8h30, acabando, assim, com a sessão de desenhos "Carrossel Animado".

‘’#A Usurpadora’’ foi exibida no México em 1998, remake de uma novela venezuelana. A trama protagonizada por Gabriela Spanic e Fernando Colunga conquistou o mundo durante o 1999, ano esse, que estreou no Brasil pelo SBT e se tornou um clássico, chegando a marcar 19 pontos de média geral. Segundo os sites mexicanos, a trama até hoje já foi exibida em mais de 100 países, além de todo ano ser reprisada em vários outros lugares.

Publicidade

Em 2013, ganhou uma versão livre, intitulada ''Quien Eres Tu?'', mas a mesma não obteve sucesso e passou desapercebida.

A novela também se tornou um coringa no SBT, sendo escalada sempre no claro intuito de alavancar a audiência da emissora. Coisa que, dessa vez, não vem ocorrendo já que dessa vez a trama vem sofrendo com o baixo Ibope. Resta saber se tal coisa se devia a sua não exibição em âmbito nacional. Só o tempo dirá. #Novelas