Muita gente tem a errada impressão de que quem está na televisão, graças a isso tem posses e dinheiro. Isso, no entanto, na maioria das vezes nem é verdade. Muitos atores sobrevivem com grande dificuldade, já que os salários da telinha não são os maiores. Nesta quinta-feira, 24, por exemplo, o programa 'Câmera Record', da TV Record, exibiu uma reportagem sobre a vida do ex-ator de pegadinhas Renê Navarro. Ele ficou conhecido em todo o país, graças as brincadeiras feiras em programas do João Kleber. Mesmo estando dez anos sem trabalhar, os vídeos em que ele aparece ainda são exibidos de vez em quando pela RedeTV!.

Renê revela que atualmente tem um drama muito grave.

Publicidade
Publicidade

Além de ter sido esquecido pela televisão, ele hoje tem dificuldades até para sobreviver. Coisas básicas do dia a dia já não conseguem ser efetuadas. Navarro diz que recentemente chamou amigos para fazer algumas coisas em tom de reparo na sua residência. “Eu estava sem energia durante dois dias, aí chamei os amigos que colaboraram", explicou ele emocionado. Atualmente, o ator trabalha como locutor de uma loja da grande São Paulo. Ele vive sem nenhum luxo, em uma casa localizada na parte de trás de um terreno. Na residência do ex-ator famoso, existem apenas coisas simples. O televisor ainda é da época em que ele atuava nas pegadinhas de João Klebber.

Ele informa que sempre foi assim. Nunca teve luxos e o que tem é o necessário para sobreviver. Mas as pegadinhas, pelo menos, o ajudaram hoje a não ter que pagar aluguel.

Publicidade

O imóvel onde está foi comprado nessa época. O salário fazendo as esquetes humorísticas o ajudou, pelo menos, a conquistar esse sonho. Mesmo sendo simples, a tal casa é dele. Na frente de sua casa, há uma outra, que também seria dele. Ele informa que aluga o local para ter força para sobreviver. A mulher e a filha dele, que também vivem no mesmo local, ainda trabalham como secretária. Elas ajudam na renda da família.

“Não vou negar pra você, não, a gente não poder trabalhar (...)", desabafou o profissional das artes. #Famosos