A filha do ator Bruno Gagliasso, Titi, de 2 anos, foi alvo de comentários racistas esta semana na internet e o ator prestou queixa-crime na polícia numa tentativa de fazer com que os criminosos sejam encontrados e punidos. Bruno, que esteve participando do "Programa do Faustão" neste domingo (13), aproveitou a situação para expressar toda sua revolta contra um ato tão abominável como a 'intolerância racial', principalmente contra uma criança tão pequena. Segundo ele agora está nas mãos da polícia e cabe a eles resolver o problema. "Temos que combater o preconceito com amor e justiça", declarou Gagliasso.

O apresentador Fausto Silva também se manifestou, explicando que um perfil anônimo fez comentários extremamente preconceituosos na página pessoal de Giovanna, atacando a filhinha do casal.

Publicidade
Publicidade

A cantora Gabi Amarantos, que também participava do programa, confirmou ter sido atacada por esse mesmo perfil desconhecido. Mandaram que ela voltasse pra África, mas Gabi sorridente explicou que pediu à pessoa uma passagem para conhecer esse lugar exuberante. A cantora conta que o maior preconceito aconteceu quando começou a namorar o inglês Gareth Jones. Disseram até que ela estava pagando para ter um namorado.

Bruno Gagliasso contou como aconteceu a adoção da pequena Chissomo, apelidada Titi. Giovanna foi à África, à cidade de Malauí, a trabalho, e lá conheceu a Titi, uma menininha encantadora que vivia em situação de risco com a #Família. Foram várias viagens. Bruno acompanhou a esposa algumas vezes até conseguirem a adoção definitiva da criança. Ainda no Programa do Faustão, o ator aproveitou para desabafar: "minha filha tem algo que esses caras não têm, que é amor".

Publicidade

O apresentador comentou sobre outra polêmica que invadiu a web na semana passada, por ele ter dito que mulher gosta de levar porrada. Segundo Fausto, as pessoas não entenderam seu comentário. Ele quis dizer que algumas mulheres não ouvem conselhos de ninguém e continuam com o homem errado."Violência não se combate com a violência", disse o global. #Famosos #Racismo