Na tarde desta quinta-feira (24), o apresentador do late show ‘The Noite’, do SBT, Danilo Gentili, cutucou o ex-presidente Luíz Inácio #Lula da Silva, ao 'retuitá-lo' no Twitter.

"Quando essa molecada não tinha nem nascido, eu já estava fazendo greve", disse Lula durante um congresso do Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo (APEOESP), realizado nessa quarta-feira (23). Gentili, então, criticou o petista: “Trabalhar, que é bom, nada”.

As reações ao ex-CQC foram imediatas. Grande parte dos comentários endossou o coro contra o político. “Isso é um vagabundo!”, disse uma usuária da rede. Outro questionou se o fato de fazer greve é motivo para se orgulhar.

Publicidade
Publicidade

Houve até quem pediu a prisão do petista, chamando-o de ‘vagabundo’. Outro homem aproveitou e ironizou comediante: “Quando essa molecada não tinha nem nascido, o Danilo já sofria processos”.

Enquanto Lula falava no evento, seu perfil no Twitter era atualizado por sua equipe com seus dizeres. Pessoas contra e a favor, então, discutiram e expuseram frases de apoio e repulsa a ele. “Um homem de luta, que sempre esteve na luta pela igualdade, por direitos, por democracia e respeito!”, defendeu uma mulher.

Danilo Gentili tem um histórico de polêmicas em sua carreira, dentro e fora da internet, colecionando desafetos desde os tempos em que trabalhava na Rede Bandeirantes. Nessa época, viajava a Brasília para perseguir políticos e já chegou a ser agredido por seguranças. Sua posição contrária aos governos do Partido dos Trabalhadores (PT) não é novidade; em inúmeras vezes, manifestou-a publicamente.

Publicidade

Não é de hoje...

Em 2015, o Instituto Lula protocolou, na Justiça, um pedido de interpelação judicial contra o apresentador, por este ter falado que um atentado com bomba sofrido na sede do mesmo instituto ter sido ‘forjado’, para que o ex-presidente ‘se fizesse de vítima’.

Entre as perguntas que os advogados queriam que fossem respondias por Gentili, estavam o questionamento se fora realmente ele quem escrevera, se havia provas sobre a suposta forjadura e se ele gostaria de se retratar. No entanto, o juiz Carlos Eduardo Lora Franco, da 3ª Vara Criminal de São Paulo, negou o pedido. #danilogentili