Cazuza vai receber uma baita homenagem em forma de escultura, que será inaugurada no dia 1º de dezembro. Não por acaso, essa data é dedicada ao combate à Aids. O local escolhido pela família para implantar a estátua será o Baixo Leblon, Zona Sul do Rio, reduto muito frequentado pelo músico. A prefeitura do Rio desembolsou R$ 195 mil pela bela peça de arte que leva a assinatura da renomada artista Christina Motta.

O monumento dedicado ao cantor Cazuza, morto em 1990 por Aids, ficará definitivamente na praça que leva o seu nome. De acordo com a coluna de Ancelmo Gois, do Globo, a festa da inauguração foi marcada para o dia 1º de dezembro, "Dia Mundial de Combate à Aids", às 19h, com apresentação de vários cantores e shows diversos.

Publicidade
Publicidade

Segundo a idealizadora do projeto, Christina Mota, a escultura é toda feita em bronze e contará também com vários pássaros feitos pelo Arquiteto Hélio Peregrino. A peça demorou quase três meses para ficar pronta. Christina conta ainda que vários prefeitos haviam prometido para Lucinha, mãe de Cazuza, mas nunca saiu do papel. "Essa obra demorou 11 anos para sair", diz a artista animada, ressaltando que a peça está em fase de acabamento e terá um tamanho natural.

O projeto foi proposto pela mãe do compositor e aprovado pela Secretaria de Conservação saiu da gaveta e ganhou as ruas. No projeto original de 2014, o cantor aparece de pé, como aliás ficam todas as esculturas, de pé ou sentadas. Mas a família idealizou algo diferente, queriam o cantor deitado com beija-flores voando sobre sua cabeça.

Publicidade

A foto usada para a artista ter uma base é uma antiga em que Cazuza aparece descontraidamente deitado no capô de um carro. A escultora tem obras espalhadas pelo Rio homenageando vários artistas como, Tom Jobim, Brigitte Bardot e Flávia Alessandra.

O sonho da mãe do cantor era transformar um antigo McDonalds que fica no bairro do Leblon, em um Centro Cultural. Lucinha conta que desejava fazer um café bem descolado onde os garçons usariam bandanas na cabeça, do jeito que Cazuza usava, mas o preço cobrado, R$ 22 milhões, acabou com seu sonho. Hoje Lucinha pode ver a realização de seu sonho mais desejado, imortalizar o filho querido. #Famosos #Música