O #Padre Fábio de Melo comemorará, no dia 20 de novembro, mais uma data ímpar da sua história. Ele vai lançar sua biografia, o livro chamado Humano Demais, obra de autoria do jornalista Rodrigo Alvarez.

O padre, que é conhecido por gostar de se expressar nas redes sociais, disse estar muito feliz com esse momento. “Chegou a hora do livro da minha vida, minha história”.

Fábio faz relatos surpreendentes, até então confidenciais. Começa com a infância pobre e vai até a forte atração que sentiu por uma mulher quando era jovem. E que por amor perdeu a virgindade e quase largou o sonho de tornar-se padre.

Em certa parte do livro, ele admite ter se apaixonado por duas mulheres.

Publicidade
Publicidade

A primeira na adolescência, um romance que não teve êxito. Na segunda oportunidade, uma mulher mais velha, e que fez ele pensar em trocar a santa batina pela vida conjugal.

Ele quase largou o sonho de ser padre para se casar e formar uma família

A relação só não teve sucesso porque a mulher (hoje casada e cuja identidade será mantida em segredo), resolveu mudar de cidade e terminar o namoro: “Você nasceu para ser padre. Siga a sua vida! ”, afirmou a mulher.

Na obra, o padre também descreve períodos de quando era criança e trabalhava nas lavouras de café e depois como servente de pedreiro, vendedor de doces e, até mesmo, entregando pães nas casas. O livro revive as cenas traumatizantes e violentas do pai alcoólatra e um grave acidente de ônibus, que causou a morte de sua irmã no ano de 1996.

Publicidade

Fábio relata que, aos 35 anos de idade, quase perdeu a vida quando teve que lutar contra um diagnóstico equivocado.

O eclesiástico recebeu um diagnóstico de que estava sofrendo de artrite e, com diversas dores por todo o corpo, foi medicado com anti-inflamatórios, que agravariam ainda mais o seu estado.

Ele continuou com seus compromissos ininterruptamente, até que o seu quadro começou a piorar e, quando já não havia mais vigor nem para conversar, detectaram que ele na verdade tinha “hepatite aguda, em avançado estágio”.

Foram longos meses nessa labuta até que o padre tivesse uma melhora significativa. Ele chegou a perder a fé algumas vezes, no momento da tribulação, sobretudo porque “optava por morrer a estar naquela situação”, relata. #FabioMelo #Castidade