A colunista de fofocas Fabíola Reipert está vivendo um período complicado. Comenta-se nos bastidores que, após chamar a atenção demais, chegando até a liderar na audiência com o quadro 'Hora da Venenosa', exibido pelo 'Balanço Geral', do estado de São Paulo. Ela também é um sucesso na internet. O blog dela é acessado por cerca de 40 milhões de pessoas por mês. No entanto, depois que mexeu demais com quem não deveria, Reipert agora pode perder grandes oportunidades na TV #Record. Isso depois que ela mexeu com nomes como o da atriz Larissa Manoela, do SBT, e do cantor sertanejo Luan Santana, a coisa degringolou para a quase censura.

Fabíola agora apenas está dando notícias checadas, quase sempre que já saíram na mídia.

Publicidade
Publicidade

Ela as vezes até está chegando atrasada na maioria dos fatos, coisa que não era comum. Agora, segundo informações do site TV Foco, em reportagem publicada nesta terça-feira, 15, Reipert pode perder a oportunidade de ter um programa solo na emissora de Edir Macedo. A informação é de que se pensou em dar à ela algo do tipo como foi o 'Tudo é Possível', apresentado por Eliana e, mais tarde, Ana Hickmann, ou algo mais modesto, como foi o 'Tudo a Ver'. Mas, de acordo com o jornalista José Armando Vannucci, a direção da Record não acredita que um programa só de entretenimento com fofoca funcione .

Isso significa que a química que já existe dentro do 'Balanço Geral', não deve ser estendida para outras atrações. Dizem que Fabíola tinha o sonho de ter um programa apenas dela. No entanto, a Record, pelo menos por enquanto, não quer trocar o certo pelo duvidoso.

Publicidade

Isso graças à audiência espetacular que está sendo alcançada, fazendo a Record até vencer o 'Vídeo Show' da Rede Globo de Televisão. Boninho que se cuide! Para seu azar, a hora da venenosa deve continuar a existir.

A atração da Globo tem enfrentado problemas desde antes de Zezé di Camargo entrar. Otaviano Costa também não está segurando a marimba e a emissora já sente saudades da época em que Monica Iozzi estava no ar.