Quem acompanha o apresentador da TV Globo, Fausto Silva, sabe que ele é dono de um temperamento especial. Contudo, nem sempre agrada a todos que o assistem aos domingos na emissora. A novidade do momento é uma fala sua no último domingo, que repercutiu nas redes sociais. Faustão deu sua opinião sobre "mulher que gosta de homem que dá porrada". Por conta disso, um grupo feminista detonou o apresentador e disse que ele precisa se desculpar por seu machismo.

Ainda na internet, muitas pessoas também protestaram contra a fala de Faustão, tecendo críticas a seu programa e forma de se comunicar.

"Esse Faustão não tem vergonha na cara não? Vive às custas de entregar lixo para o povo e ainda sai falando m*rda!! Lixo televisivo é o que ele é", escreveu uma telespectadora em sua rede social.

Publicidade
Publicidade

Dias após a fala, a Rede Mulher e Mídia, um coletivo de entidades que trabalha em defesa dos direitos das mulheres e luta contra a violência doméstica, reclamou do posicionamento do comunicador. Por meio de nota, o coletivo mandou para a TV #Globo uma resposta para Faustão e seu programa de domingo. As informações são da jornalista Mônica Bergamo, especialista no assunto e celebridades.

De acordo com o site TV Foco, o coletivo Rede Mulher Mulher e Mídia disse que o que Fausto Silva falou ofende muitas mulheres que lutam diariamente pelos seus direitos mais básicos, além de sofrerem violência real dentro de casa. Para a organização, o posicionamento do jornalista que apresenta um dos programas mais vistos do canal "atenta contra a dignidade da mulher, uma vez que reforçam estereótipos que há muito vêm sendo rechaçados pelo conjunto de mulheres brasileiras, e corroboram para a manutenção do machismo".

Publicidade

Um dos pedidos da carta à Globo é que o canal reforce seu compromisso ético com o povo brasileiro. A justificativa da organização é que a emissora da família Marinho é uma concessão pública e precisa atentar para não perpetuar ainda mais violência e pensamentos desumanos.

Apesar disso, a Rede Globo diz que ainda não recebeu o recado do coletivo Mulher e Mídia, mas se defendeu, afirmando que defende os direitos das mulheres.

A Globo reforçou ainda que faz campanhas para conscientização da violência, mas não citou o episódio com Fausto Silva.

Muito reservado, apresentador também não se pronunciou a respeito das críticas que sofreu. #Faustao #Feminismo