Yasmin Brunet é uma modelo de sucesso nas passarelas. Conhecida inicialmente como a filha de #Luiza Brunet, a loira foi ganhando o seu espaço e hoje é bem almejada graças a seu trabalho. De vida relativamente discreta, a profissional das passarelas acabou entrando em uma grande polêmica. Isso porque uma mensagem escrita por ela no passado está sendo usada pela defesa do bilionário Lírio Parisotto. O empresário é acusado de bater em Luiza em seu apartamento, na cidade de Nova York, nos Estados Unidos. A atriz diz que o ex deu socos e pontapés nela, quebrando costelas e machucando o seu rosto.

Lírio se diz inocente e tem usado diversas mensagens antigas afim de mostrar isso.

Publicidade
Publicidade

Em uma delas, Yasmin diz para o ricaço ter mais paciência com a mãe dela, que estaria apenas passando por um momento complicado. Na mensagem, enviada por um aplicativo de celular, Brunet diz que a mãe precisava de um psicólogo. A partir daí, o nome da modelo ficou metido em meio à confusão. A situação fica mais confusa e polêmica depois que a atriz disse que não estava fazendo a ação por dinheiro, mas para alertar outras mulheres de que elas devem denunciar seus companheiros, caso estejam, assim como ela diz ter acontecido com ele, estarem sendo agredidas. Agora, no entanto, ela tenta reconhecer a união estável com o empresário. Estipula-se que ela possa ganhar até 100 milhões de reais por conta disso, sem falar nos chamados danos morais.

Neste domingo, 20, em uma publicação feita no Istagram, Yasmin disse que não era seu objetivo entrar nessa polêmica e que a tal mensagem não é recente, sendo enviada, segundo ela, sem ter a consciência dos maustratos que a mãe passava.

Publicidade

A modelo ainda disse que era completamente contra qualquer tipo de violência. "Eu tô 100% do lado da minha mãe para o que ela precisar", disse ela tentando falar que jamais foi contra a atriz, cujo o último trabalho foi na novela das nove 'Velho Chico', da Rede Globo de Televisão. Yasmin ainda acusou Lírio de ter se aproveitado de Luiza.