O guitarrista Ximbinha ainda vive à sombra de sua ex-esposa, Joelma. Os dois tiveram um divórcio muito complicado no ano passado, quando não faltaram boatos do que teria motivado o fim da relação. Um moça evangélica e de #família seria a que tirou o sono da artista, que não que ver o ex-marido nem pintado de verde. De acordo com a jornalista Fabíola Reipert, em reportagem publicada nesta terça-feira, 22, a garota se chamaria Karen Kethlen Fernandes Silva. Ximbinha, que agora somente aceita que seu nome seja escrito com 'X, estaria tentando proteger seu novo affair dos fãs de Joelma. Graças a isso, ele tem dito à imprensa que está solteirríssimo.

Publicidade
Publicidade

Na verdade, Karen já foi vista diversas vezes com o guitarrista desde a separação.

Comenta-se que a moça não queira ser assumida, não apenas por medo dos fãs de Joelma, mas também graças à sua religião e família. Ela é assumidamente uma mulher que frequenta a igreja e isso poderia abalar sua imagem perante o pastor local. Na época em que tudo foi descoberto, Joelma perdeu a cabeça. Ela, que já tinha sofrido o diabo nas mãos do ex, viu uma conversa bastante caliente do ex-marido em um aplicativo de celular. A partir dali, já muito cansada, ela decidiu dar um rumo novo à sua vida. Joelma teria tentado até bater em Ximbinha e tacou seu celular longe. Ele, sabendo que estava errado, nada fez, apenas tentou convencer a loira a voltar a morar com ele.

Karen nega até a amigos que tenha se envolvido com o guitarrista enquanto ele era casados.

Publicidade

No entanto, poucos acreditam nisso, já que ela vivia passeando e andando com presentes caros. Agora a moça virou alvo da imprensa e esta coluna está sempre aberta para ouvir o outro lado.

Enquanto isso, Joelma tenta retomar a carreira e dá um levante em seu público. Ela mesma acredita que não será fácil, mas pelo menos, tem feito mais shows que seu ex-marido. A Calypso basicamente acabou depois da separação e o apoio à Joelma acabou sendo maior que o a Ximbinha nessa disputa toda. Mas são águas passadas.