A relutância de Geraldo Luis em relação ao programa diário que a Rede #Record pretende implantar no ano que vem para recuperar o segundo lugar, algo que só consegue as quartas com o Gugu, está fazendo a emissora repensar sua estratégia e começar a ver a situação sob outra perspectiva. Gugu Liberato também estaria exigindo muito para fechar mais uma temporada com a emissora de Edir Macedo e, assim, dificultando cada vez mais o lançamento da nova grade.

Fora do mercado televisivo desde que encerrou seu contrato com a Rede TV, há cerca de um ano, o apresentador Gilberto Barros, conhecido carinhosamente como “Leão”, surge como possível solução para as noites da Record no projeto do programa diário.

Publicidade
Publicidade

Ele esteve na emissora para gravar uma participação no “Programa do Porchat” e aproveitou para dar uma esticada até o escritório da direção da casa, mostrando estar disposto e interessado na vaga que está sendo “esnobada” por Geraldo Luis.

Gilberto Barros apresenta o perfil do apresentador que a Record busca para um programa diário no segmento popular. Ele já trabalhou na emissora de 1998 a 2002, auge de sua carreira na #Televisão, tendo inclusive ocupado o horário do Ratinho quando este se transferiu para o SBT. O velho “Leão” mostrou que tem pique para comandar as noites e bater de frente com a emissora de Silvio Santos.

Ele ficou alguns anos fora do ar depois que saiu da Band até reaparecer nas telas através da Rede TV nas tardes de sábado, mas a emissora não renovou seu contrato. Além de capacitado para a missão, ele mostra muita disposição para retornar ao vídeo.

Publicidade

Hoje ele produz vídeos para a TV Leão, um canal que ele criou no YouTube onde recebe artistas, comenta as notícias do momento, faz um programa de rádio com imagem e claro, seus merchans. Apesar de estar bem na internet, sonha retornar à televisão.

Gilberto Barros sempre quis um “carinho”

Sucesso na TV, Gilberto Barros se projetou primeiro no rádio. Durante muitos anos, ele comandou um programa nas manhãs da Rádio Globo de São Paulo e só deixou o dial para se dedicar à Record na época. Nestes mais de 20 anos sempre ensaiou um retorno ao rádio, mas nunca aconteceu.

Seu bordão “me faz um carinho” ainda é lembrado pelo público quando é abordado nas ruas. Gilberto Barros também tentou emplacar  carreira de cantor e escritor, mas foi nas telinhas que conseguiu cativar seu público.

A possibilidade de acertar com a Record e ocupar o lugar de Geraldo Luis nas noites da emissora é grande. Geraldo quer apenas seguir sua vida no comando do “Domingo Show”. Bom para o “Leão” que poderá voltar a rugir na TV. #Famosos